Pais tóxicos: descubra se você é um deles

22 de maio de 2018
A educação das crianças é uma arte. Uma boa educação é alcançada com o tempo, erros e aprendizado. No entanto, é bom saber quais são os erros que, como pais tóxicos, podemos cometer.

Uma afirmação que os pais costumam fazer durante o processo de criação é: “Nós não somos pais tóxicos”. A verdade é que não se nasce sendo um bom ou mau pai. Tornar-se um bom pai implica, como tudo na vida, um processo de aprendizado.

Tornar-se pai implica liderar, orientar e ajudar a criança a desenvolver uma personalidade firme e se tornar uma pessoa boa. O desafio está em alcançar isso sem afetar a individualidade e saúde emocional do seu filho.

Portanto, é importante aprender a identificar as principais características dos pais tóxicos. Assim, poderemos reconhecer se somos um deles ou não.

Características dos pais tóxicos

1. Fazem afirmações negativas

Os pais tóxicos costumam dizer aos filhos afirmações negativas, tais como: “Você não é bom”, “O dinheiro não cresce em árvores”, ou “Mesmo que você goste, isso não ficará bom em você”. Esses tipos de afirmações se tornam crenças negativas que passam de geração em geração, causando danos emocionais significativos na criança.

2. Procuram alcançar seus objetivos e sonhos inacabados através de seus filhos

Mãe explicando algo para a filha

Os pais tóxicos tendem a projetar em seus filhos os ciclos não finalizados, sonhos ou objetivos que não conseguiram alcançar, então eles buscam (inconscientemente) que os filhos consigam concretizar aquilo que ficou pendente.

3. Sentem um grande descontentamento

Quando os pais tóxicos conversam com seus filhos, eles geralmente acabam com uma frase negativa que os desvaloriza. A longo prazo, essa será a imagem que as crianças terão de si mesmas. Ser ofensivo ao conversar com seus filhos o identifica como um pai tóxico.

 4. Têm uma atitude egoísta

Mãe brigando com a filha

Os pais egoístas muitas vezes causam muito sofrimento em seus filhos, já que só pensam neles e pouco se importam com as necessidades da criança. A prioridade do pai tóxico é ele mesmo, e coloca as crianças em último. Isso pode afetar a autoestima do filho e causar depressão.

5. Pressionam seus filhos a estudar uma determinada carreira

Muitas vezes as crianças estudam carreiras como administração, medicina ou engenharia, mas acabam não exercendo. Com o passar do tempo, eles percebem que seguiram a carreira que seus pais queriam estudar e não conseguiram. Cada pessoa deve construir sua vida com base em seus próprios sonhos.

6. Exercem autoridade em excesso

Pais apontando o dedo para filha pequena

Há pais inflexíveis e intolerantes que se tornam agressivos. Os pais que exercem autoridade excessiva fazem com que seus filhos se sintam mal, independentemente de seus sentimentos. Dessa forma, quando atingem a idade adulta, tornam-se pessoas infelizes e pouco espontâneas.

7. São excessivamente críticos

Os pais críticos raramente celebram as conquistas de seus filhos. Eles não percebem que na maioria das vezes os reprovam, o que aumenta e reforça o mau comportamento. Eles criticam, julgam, censuram e até condenam todas as ações das crianças. Desta forma, as crianças se tornam defensivas, respondendo com hostilidade e desconfiança.

8. São superprotetores

Mãe sendo carinhosa com seu filho

É apropriado proteger as crianças de acidentes ou de um amigo que seja considerado uma má influência. O que torna um pai tóxico é quando a proteção se torna excessiva. Por exemplo, não deixar a criança sair para patinar por medo dela sofrer um acidente.

Não a deixar ir em uma festa porque considera que as pessoas que estarão lá são más influências. É normal que os pais desejem o melhor para seus filhos, mas devemos permitir que eles comecem a tomar suas decisões, assim como se responsabilizarem por seus erros.

9. Têm hábitos pouco saudáveis

Quando os pais têm um estilo de vida pouco saudável, é muito provável que os filhos herdem os mesmos hábitos, o que trará consequências no futuro. Por exemplo, quando os filhos são pequenos e a alimentação fornecida pelos pais não é uma dieta adequada, as crianças tendem a sofrer de excesso de peso.

Conclusão

Pode-se dizer que as crianças são o reflexo dos pais, sua projeção mais clara. Portanto, o melhor que podemos fazer é criá-los com muito respeito, sem cometer nenhum tipo de abuso, tentando ser a melhor versão de pais que podemos ser.

Se reconhecermos que limitamos nossos filhos de alguma forma e não permitimos que eles se desenvolvam de forma abrangente, é porque somos pais tóxicos.

Recomendados para você