O efeito da dislexia em crianças

· 20 de novembro de 2018
A detecção precoce da dislexia em crianças, ajuda a superar as dificuldades que aparecem ao aprender a ler e a escrever. Com o apoio psicopedagógico adequado, a criança disléxica pode desenvolver com sucesso suas outras habilidades.

Sabemos que as crianças têm ritmos diferentes para aprender. Algumas são mais rápidas, enquanto outras levam mais tempo. No entanto, quando dislexia em crianças se manifesta, aparecem sérias dificuldades para aprender a ler e a escrever.

A dislexia é um problema de aprendizagem mais comum do que imaginamos. As crianças disléxicas podem ser injustamente chamadas de burras ou lentas, quando na verdade fazem grandes esforços para ler, escrever, e seguir as instruções do professor.

Em que consiste a dislexia em crianças?

Em que consiste a dislexia em crianças?

Ler parece ser um processo automático e simples para aqueles que o fazem com facilidade. No entanto, ler é uma tarefa complexa para o cérebro. Enquanto falar é um processo natural para as crianças, a leitura envolve o aprendizado.

Aprender a ler significa perceber que as palavras são formadas por sons, para depois relacionar estes sons com as letras do alfabeto. Ao combinar os sons e as letras, as palavras são formadas. Quando você é capaz de reconhecer essas palavras, aprende a ler.

No entanto, esse processo não é igual para todas as crianças. O cérebro de crianças com dislexia se desenvolve e funciona de maneira diferente. Existem casos diferentes, mas essencialmente há dificuldade para separar os sons que compõem uma palavra, e para entender que as letras representam esses sons.

A dislexia em crianças não é uma questão de inteligência ou de desejo de aprender. As crianças disléxicas podem ter sucesso e aprender com métodos de ensino apropriados, para os quais a detecção precoce é importante.

Leia: Atenção: essas características indicam que seu filho tem problemas de aprendizagem

Quais são os sintomas da dislexia em crianças?

Quando estão na idade pré-escolar, a dislexia em crianças apresenta os seguintes sintomas:

  • Não fala muito, e não conhece tantas palavras quanto as outras crianças da sua idade.
  • Tem problemas para aprender e nomear os números, as cores, e as letras.
  • Não consegue reconhecer ou associar palavras que rimam.
  • Acham difícil seguir as instruções, os adultos precisam lembrá-los frequentemente sobre as rotinas e regras.

À medida que crescem e precisam aprender a ler e a escrever, as crianças disléxicas apresentam esses sintomas:

  • Têm dificuldade para identificar as sílabas e sons que compõem as palavras.
  • Não conseguem pronunciar os sons isolados, que compõem as sílabas.
  • Mudam a sequência correta de letras ao ler e escrever palavras.
  • Têm problemas com a caligrafia e a boa coordenação.

Se tais crianças atingirem a adolescência sem terem recebido um diagnóstico de dislexia, apresentarão estas características:

  • Vocalizar e decodificar as palavras é uma difícil tarefa para elas, por isso evitam ler em público.
  • Como é difícil encontrar a palavra adequada, utilizam palavras com significados diferentes, mas que soam parecido.
  • Têm dificuldade para expressar ideias com ordem, ortografia, gramática, e pontuação corretas.
  • Como a comunicação pode ser afetada, não é fácil para elas participarem de projetos em grupo, e sua vida social pode ser afetada.

Que efeitos a dislexia tem sobre as crianças?

As crianças com dislexia podem ter dificuldades na escola. E muitas vezes são injustamente estigmatizadas como desmotivadas, estúpidas ou preguiçosas; bem como, podem ser objetos de provocação na escola.

Se a criança disléxica não receber a ajuda que necessita para melhorar, é exposta ao fracasso escolar. Isso faz dela uma vítima de mensagens e avaliações negativas vindas de sua escola, ambiente social, e familiar.

Os fracassos contínuos contribuem para que a criança disléxica perca a motivação para aprender e alimente uma sensação de insegurança em relação a si mesma, e às suas capacidades. Isso pode se estender para outras atividades extracurriculares, e a impedirá de desfrutar de todas as áreas de sua vida.

A criança disléxica pode desenvolver problemas emocionais ou comportamentais, quando não se sabe como tratar sua condição. Entre eles estão:

  • Ansiedade, em qualquer de suas formas.
  • Diminuição, ou aumento do apetite.
  • Problemas com o sono, como insônia ou pesadelos.
  • Somatização do estresse. Sente dores, como as de cabeça, vômitos, ou dores abdominais, entre outras.
  • Apresenta sintomas depressivos, como sentimentos de fracasso, insegurança, dificuldades escolares, tristeza, alterações bruscas de humor …
  • Dificuldades na interação social.
  • Transtornos comportamentais que se manifestam com comportamento agressivo ou provocativo, como um mecanismo de defesa ineficaz.
  • Baixa autoestima.

Não perca: Técnicas de Montessori para canalizar a raiva e o nervosismo das crianças

Como podemos ajudar as crianças disléxicas?

Ler com seu filho ajuda a tratar a dislexia em crianças

As crianças disléxicas são criativas, porque pensam de maneira não convencional, e podem resolver os problemas de forma diferente dos demais. Quando lhes é dada ajuda precoce, é possível superar as dificuldades, e evitar muitos dos problemas que afetam a autoestima e o bem-estar emocional.

O fato de não poder soletrar, ou de ter mais dificuldade para processar a informação, não os impedirá de aprender; o mais importante é apoiá-los para que não desistam e deixem de ir à escola. Cabe aos pais incentivar a leitura, e ajudar os filhos a ler quando estão em casa. Há maneiras divertidas de ensinar a ler, descubra-as!

É possível dar outra nuance à dislexia em crianças. Para fazer isso, estas precisam entender o que é a dislexia, para aprenderem a defender-se. Temos também de lhes oferecer oportunidades diferentes, que lhes permitam cultivar a confiança em si mesmas, para promover o sucesso em áreas como esportes, atividades artísticas, musicais, etc.

Se seu filho é disléxico, é importante saber que não é errado ser diferente, que isso não o define, nem interfere no amor que você sente por ele. Essa diferença pode ser o sinal de que é muito talentoso de outras maneiras.

Ele pode ter dificuldade para ler, mas tem capacidade para fazer de forma perfeita muitas outras coisas, interessantes e produtivas.