Nível baixo de plaquetas: o que devemos fazer ao identificá-lo?

18 de dezembro de 2019
As plaquetas são responsáveis pela coagulação do sangue. Quando o nível de plaquetas está baixo, pode ser devido a várias causas. Neste artigo falaremos tudo o que você precisa saber sobre este diagnóstico.

O nível baixo de plaquetas é um diagnóstico que pode causar preocupação. Pois tendemos a presumir que algo em nosso corpo não está bem.

Mas não se assuste: nosso organismo reconhece como e quando ocorre a queda de plaquetas e tenta compensar seus níveis prontamente.

Neste artigo vamos dar informações sobre o que você deve fazer se estiver com um nível baixo de plaquetas.

O que são as plaquetas?

As plaquetas são células que fazem parte do sangue e participam ativamente do processo de coagulação do mesmo.

Portanto, é muito importante estabelecer os motivos da alteração de seus valores normais, que variam entre 150.000 e 450.000 por milímetro cúbico.

Algumas condições virais são responsáveis ​​por alterar seus valores normais. Entre elas temos a dengue, a chicungunha e a AIDS.

Embora certas doenças hepáticas como a cirrose (como declarado neste estudo pelo Instituto Nacional de Ciências Médicas e Nutrição Salvador Zubirán do México), a falta de vitamina B12 e o uso de alguns medicamentos também podem afetar os parâmetros normais das plaquetas.

Sinais que podem indicar nível baixo de plaquetas

Determinar o que causa uma alteração nas plaquetas é algo que apenas o seu médico pode fazer. No entanto, nosso corpo pode nos alertar antecipadamente sobre a presença de uma anormalidade.

Cansaço incomum

Mulher sentindo cansaço

Como as informações extraídas da Clínica Mayo afirmam, uma das primeiras indicações de que se tem plaquetas baixas é sentir que estamos muito cansados sem motivo que justifique.

Acima de tudo, se a exaustão é sofrida diariamente e persiste o dia todo. Durante esse período, geralmente também afeta nosso apetite.

Erupções e hematomas

De acordo com informações obtidas pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, o próximo sinal de ter plaquetas baixas pode ser o aparecimento de erupções cutâneas. Estas geralmente saem nas costas, tronco e braços.

Podem ser facilmente distinguidas por sua característica redonda e sua cor avermelhada ou roxa.

Nos casos em que a alteração dos valores normais das plaquetas não tenha sido determinada a tempo, os hematomas surgem com grande facilidade, mesmo que você não tenha batido em lugar nenhum.

Doenças musculares

Dores articulares

Outro sinal que pode surgir quando você está com o nível de plaquetas baixo é uma dor muscular aguda, apresentando dificuldade adicional de movimento. No entanto, nem sempre acontece, não é tão comum como os sintomas anteriores.

Isso geralmente resulta em uma maior sensação de exaustão e fraqueza em geral.

O que você deve fazer se estiver com um nível baixo de plaquetas?

Se você apresentar os sintomas indicados acima, é preciso consultar um especialista que irá indicar os exames laboratoriais pertinentes. Uma vez que tenha sido determinado que você está com o nível de plaquetas baixo, é aconselhável, além do que o seu médico recomendar, adotar uma dieta equilibrada.

Ingerir alimentos ricos em ferro é de uma ajuda singular, como afirma este estudo do Instituto Nacional de Pediatria do México. Por exemplo: espinafre, lentilha, fígado, amêijoas, mirtilos, amoras e brotos verdes.

Também inclui alimentos como pimenta vermelha, toranja, laranja, morangos e água de coco. Estes são uma fonte importante de vitaminas A, B, C, D e K.

Receitas para combater o nível baixo de plaquetas

A seguir, apresentamos algumas receitas que funcionam para melhorar a absorção de nutrientes e que ajudam a nivelar os patamares das plaquetas.

Batida fonte de ferro

Goiabas

Ingredientes:

  • 5 goiabas maduras (450 g). Segundo este estudo realizado pela Universidade Nacional da Colômbia, é uma fruta com uma quantidade importante de ferro.
  • 1 pimentão vermelho (200 g).
  • 1 copo de água mineral ou fervida (250 ml).

Preparação:

  • Primeiramente, lave bem as goiabas e o pimentão.
  • Em seguida, corte as goiabas em pedaços médios sem descascar.
  • Corte o pimentão e remova as sementes.
  • Adicione água o suficiente e bata a mistura no liquidificador.
  • Por último, coe e sirva.

Conheça: 13 grandes benefícios do suco de goiaba

Tome um copo desta bebida pela manhã, um copo à tarde e outro à noite.

Salada rica em nutrientes

Ingredientes:

  • 1 cenoura (300 g)
  • 1 beterraba média (300 g)
  • 8 ramos de brócolis (400 g)
  • 1 pimentão vermelho (200 g)
  • 2 ramos de espinafre (120 g)
  • 2 ramos de agrião (120 g)
  • 1 dente de alho amassado (5 g)
  • 1 colher de sopa de amêndoas inteiras ou em fatias (100 g)
  • Suco de limão (50 ml)
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva (30 ml)
  • Uma pitada de sal (10 g)

Preparação:

  • Primeiro, lave bem todos os vegetais.
  • Descasque a beterraba e a cenoura e pique-a em pedaços médios.
  • Em seguida, coloque em uma panela com água fervente a cenoura, beterraba e brócolis por 5 minutos (para preservar suas vitaminas e proteínas).
  • Após esse tempo, retire-os da água fervente e pare de cozinhar, mergulhando-os em água fria.
  • Concluído esse passo, pique a beterraba e a cenoura em pedaços menores e reserve-as em um recipiente.
  • Posteriormente, corte o pimentão em tiras e combine-o com a cenoura e a beterraba.
  • Depois disso, pique o espinafre e o agrião em cortes médios e adicione-os ao recipiente.
  • Por fim, adicione o restante dos ingredientes: suco de limão, alho triturado, azeite de oliva, amêndoas e sal a gosto.
  • Finalmente, misture e sirva.

Por fim…

É essencial que você não se automedique. Alguns médicos recomendam, como complemento da receita médica, preparar remédios caseiros para combater o nível baixo de plaquetas.

Consumir alimentos para aumentar a ingestão de ferro, vitaminas e outros nutrientes é o ideal, além de manter uma dieta equilibrada. Isso é essencial para prevenir e curar uma grande variedade de doenças.

Apesar disso, não se esqueça de consultar o seu médico se sentir algum dos sintomas mencionados. Ele te ajudará a enfrentar a situação da melhor maneira.

  • Healthline.com How to Naturally Increase Your Platelet Count [Online] Available at: www.healthline.com/health/how-to-increase-platelet-count
  • Díaz P, Nava A y Álvarez R. Evaluación del contenido de hierro en la guayaba (Psidium guajava) y pimentón (Capsicum annum L) y su impacto como complemento en la dieta. Rev. Fac. Cienc. 2017;6(2):73-86