Idoso de 88 anos leva e espera bisneta na escola - todos os dias!

Eliodoro Maciel Centurión, de 88 anos, é um vovô que, apesar da idade avançada, leva a bisneta à escola todos os dias e ainda a espera até o fim da aula.
Idoso de 88 anos leva e espera bisneta na escola - todos os dias!

Última atualização: 05 abril, 2022

O idoso têm um papel fundamental na vida dos netos e da família como um todo. Eles são uma parte importante da vida de qualquer criança, ainda que nem todas tenham o privilégio de tê-los até a idade adulta.

Há 50 anos, o idoso aposentado era visto como aquela pessoa de pijama, sentada na poltrona e sem fazer qualquer esforço. Mas atualmente as coisas mudaram, e para melhor.

idoso

Apesar da idade avançada, muitos avós ainda conservam um espírito jovem e um nível de energia invejável. Muitos deles permanecem ativos fazendo atividades cotidianas para se manterem em forma e saudáveis.

Esse é o caso de Eliodoro Maciel Centurión. Apesar da idade, Eliodoro ainda acumula energia para estar com a bisneta e garantir que ela chegue em segurança ao seu local de estudo.

Graças a uma série de fotos compartilhadas por um parente, sua história viralizou nas redes sociais

A cena de um adorável senhor em pé do lado de fora de uma escola foi capaz de mexer com as emoções das pessoas que ficaram muito tocadas com o caso. Muitos questionaram o que fazia com que aquele senhor, de tanta idade, continuasse cumprindo determinadas obrigações.

idoso

Segundo a irmã da menina, Loreley Roa, Eliodoro é tio-avô de sua mãe e nunca teve família própria. Sua esposa faleceu 3 anos depois de casados durante um assalto, e ele sempre foi próximo dos parentes da esposa, como uma família.

“Antes, ele saía do trabalho no fim de semana e me levava para lanchar. Agora ele cuida da minha irmã. Fico feliz por Génesis estar cercada de tanto amor”, completou Loreley.

idoso

Eliodoro nunca teve uma vida fácil. Sua esposa morreu muito jovem e, além disso, há pouco tempo ele foi enganado e despejado da sua antiga casa. Um homem o fez assinar um documento do qual ele nem sequer tinha conhecimento, resultando na perda da sua casa.  Então, o idoso foi morar com o irmão que, infelizmente, o maltratava.

Diante disso, os pais de Loreley e Génesis decidiram acolhê-lo. E a maneira que ele encontrou para retribuir o belo gesto é se mantendo presente na vida de Génesis e ajudando no que pode todos os dias.

Pode interessar a você...
Os avós não morrem, seguem vivendo em nossos corações
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Os avós não morrem, seguem vivendo em nossos corações

Os avós seguem vivendo em nossos corações por todas as lições, carinhos e lembranças que nos presentearam em vida. Eles são essenciais para nossa v...