Dormir com o cabelo molhado faz mal? Conheça 8 possíveis consequências

· 21 de setembro de 2017
Ainda que possa nos parecer uma opção adequada para os dias de calor, dormir com os cabelos úmidos pode causar problemas como dores de cabeça, resfriados e alterações capilares.

Tomar uma ducha antes de dormir é um hábito que pode ajudar a relaxar o corpo para conseguir uma melhor qualidade do sono. No entanto, muitas mulheres se perguntam: será que dormir com o cabelo molhado faz mal?

O banho antes de dormir permite reduzir a tensão muscular e o estresse que, em geral, surgem após uma cansativa jornada de trabalho.

No entanto, seus benefícios podem ser limitados no caso de molharmos os cabelos, já que isso leva ao desenvolvimento de alguns problemas de saúde.

Ainda que a princípio pareça inofensivo, com o tempo pode levar reações indesejadas tanto a nível capilar quanto nos músculos e sistema imunológico.

Levando em conta que algumas pessoas desconhecem essas consequências, a seguir queremos explicar por que dormir com o cabelo molhado faz mal.

1. Dores de cabeça

Mulher com dor de cabeça

Ir dormir com os cabelos molhados pode aumentar os episódios de dores de cabeça severas, já que a umidade gera uma mudança brusca na temperatura corporal.

O problema pode ficar ainda pior quando se tem o mau hábito de envolver os cabelos numa toalha, já que a umidade fica retida por mais tempo.

Essa situação afeta a circulação do sangue no couro cabeludo e, ao aumentar a tensão, provoca dores que podem interromper o sono.

2. Quebra dos fios

Se você se preocupa em manter os cabelos fortes e saudáveis, deve evitar ao máximo o mau hábito de molhá-lo ao tomar uma ducha antes de dormir.

Essa prática gera um forte enfraquecimento dos fios e, pouco a pouco, aumenta a suscetibilidade à quebra e à queda excessiva.

3. Problemas de pele

Mulher com erupções na pele

A umidade dos cabelos durante o período de descanso aumenta o risco de sofrer com problemas de pele, já que os micro-organismos têm aí o ambiente ideal para proliferar.

Diferentemente de quando você lava os cabelos durante o dia, à noite ele não conta com ar suficiente para secar por completo e, ao encontrar o calor no travesseiro, cria o clima perfeito para fungos e bactérias.

Como consequência, podem aparecer micoses e irritações no couro cabeludo e na pele ao redor da linha do cabelo.

4. Coceira e inflamação

Os fungos que se proliferam na pele por causa do cabelo molhado podem causar inflamação e coceira, inclusive depois de secar o cabelo.

Esse sintoma pode se tornar recorrente e, muitas vezes, demora vários dias para desaparecer quando não é tratado adequadamente.

5. Alergias e resfriados

Mulher resfriada

As mudanças de temperatura corporal que ocorrem quando vamos dormir com os cabelos úmidos podem enfraquecer o sistema imunológico e causar doenças como alergias e resfriados.

Já que a umidade fica retida por várias horas, os mecanismos de defesa se enfraquecem e permitem o ataque de alguns vírus e bactérias.

6. Cabelos oleosos

A umidade que fica retida nos cabelos por várias horas quando vamos dormir pode aumentar a tendência a ter um excesso de produção de oleosidade e textura pegajosa.

Isso ocorre por causa das alterações sofridas pela atividade das glândulas sebáceas, o que, por sua vez, leva a um desequilíbrio do pH do couro cabeludo.

Como resultado, os cabelos amanhecem com um aspecto desagradável, emaranhado.

7. Dolores musculares

Mulher com dores musculares

Ainda que esses sintomas possam ser causados por vários fatores, não há por que descartar que a água retida nos cabelos possa ser um desencadeante.

As mudanças de temperatura que gera no corpo, além das dificuldades circulatórias, aumentam os espasmos musculares e a tensão.

8. Caspa

Essas pequenas escamas que fazem parecer que os cabelos estão sujos podem ser consequência dos fungos que se reproduzem no couro cabeludo ao dormir retendo umidade.

Ainda que existam muitos fatores responsáveis pelo seu desenvolvimento, o mau hábito de dormir com os cabelos molhados aumenta o risco da caspa aparecer.

Isso se deve aos desequilíbrios que causa no pH capilar, que gera um ambiente perfeito para o crescimento destes micro-organismos.

Dormir com o cabelo molhado faz mal se for um hábito frequente

Os problemas de saúde mencionados podem surgir quando o hábito de dormir com o cabelo molhado é recorrente ou diário.

  • Para evitar que apareçam por essa situação, o melhor é proteger os cabelos com uma touca ao tomar uma ducha à noite.
  • É melhor lavar os cabelos apenas durante o dia, já que o ar livre facilita sua secagem e a eliminação dos micróbios.
  • É claro que, para evitar fungos e infecções, os enxágues devem ser feitos com produtos adequados para cada tipo de cabelo.

Você dorme com os cabelos úmidos? Agora que já sabe que dormir com o cabelo molhado faz mal, procure evitar este hábito ao máximo, mesmo se nunca teve inconvenientes.