Os sintomas da dor de cabeça causada pelo estresse

23 de novembro de 2019
O estresse é um processo natural. É uma resposta à necessidade de nos adaptarmos ao nosso entorno. Porém, quando é permanente e intenso, pode ser nocivo para a saúde.

O estresse é uma das doenças psicossomáticas mais comuns atualmente. Entre seus sintomas mais irritantes está a dor nas costas e a tensão muscular. Tudo isso é produto de preocupação excessiva, exaustão mental e acúmulo de tensão emocional. No entanto, a dor de cabeça por estresse se torna um sintoma ainda mais comum e irritante.

De acordo com um estudo realizado na Universidade e no Hospital Bucheon, localizado na Coreia do Sul, o estresse é o gatilho mais comum para as enxaquecas.

Embora seja verdade que existem pessoas que sofrem de dor de cabeça de intensidade leve, que desaparece no momento em que se relaxa, em outros casos não é tão fácil combater esse desconforto.

Os sintomas também variam de pessoa para pessoa. Além da dor de cabeça, algumas experimentam insônia e fadiga. No entanto, dependendo da frequência com que a dor ocorre, determinadas medidas devem ser colocadas em prática. Nesse sentido, tratar uma dor de cabeça esporádica não será o mesmo que tratar uma que ocorre por vários dias seguidos por estresse crônico.

A dor de cabeça por estresse pode ocorrer junto com outros sintomas: aperto no peito, visão embaçada ou visão de pontos pretos móveis, suor, insônia, irritabilidade, etc.

As causas que provocam dor de cabeça podem variar daquelas associadas a um resfriado, ao cansaço ou ao sono, alergias que causam sinusite, até as psíquicas, como as originadas pela clássica preocupação. Sem dúvida, o estresse é uma daquelas causas psíquicas que causam dor de cabeça com mais frequência.

Algumas causas da dor de cabeça

Mulher com dor de cabeça

Assim como revelado em um estudo realizado na Universidade de Warwik, no Reino Unido, 1 em cada 30 pessoas tem dor de cabeça regularmente. Hoje, diante dessa grande incidência, cada vez mais programas estão sendo desenvolvidos para melhor gerenciar essas situações.

Assim, um desses canais para enfrentar melhor o fato de viver com dor de cabeça é saber o que a causa. Vamos ver alguns gatilhos.

  • Estresse
  • Manter a cabeça em uma mesma posição por muito tempo
  • Trabalhar muito tempo em frente ao computador, conforme este estudo realizado pelo Instituto Cubano de Oftalmologia Ramón Pando Ferrer (Cuba).
  • Posição anormal da cabeça ao dormir
  • Fadiga ou estiramentos dos músculos oculares
  • Fumar, de acordo com este estudo realizado pela Universidade de Salamanca (Espanha)
  • Abuso de cafeína, segundo esta pesquisa da Universidade de La Sabana (Colômbia)
  • Sinusite ou congestão nasal
  • Resfriado ou gripe

Como afirmamos, a dor de cabeça causada por estresse é a mais comum.

  • As preocupações diárias são sem dúvida o maior gatilho. Há uma grande diferença entre pensar e se preocupar.
  • A preocupação nada mais é do que a antecipação de uma situação futura incerta. É como uma longa pergunta que não tem fim.
  • Quando você pensa, procura uma solução para os problemas. No entanto, quando você se preocupa, fica paralisado no mesmo padrão de raciocínio. Isso leva à tensão muscular e, portanto, dores de cabeça.

Do ponto de vista psicológico, é essencial aprender a lidar com os gatilhos para evitar dores de cabeça devido ao estresse. Não podemos esquecer que essas condições mobilizam a química do cérebro e alteram o equilíbrio dos músculos, vértebras e nervos do crânio.

Quando o estresse é leve ou passageiro, não causa dano. Porém, quando se prolonga por muito tempo, o corpo permanece em estado de alerta, o que causa um enfraquecimento das defesas do organismo, segundo este estudo realizado pelo Centre Hospitalier Rouffach (França).

  • A dor de cabeça causada pelo estresse é o resultado da contração dos músculos do pescoço e do couro cabeludo.

Sintomas da dor de cabeça causada pelo estresse

Mulher com dor de cabeça causada pelo estresse

  •  Dor de cabeça de baixa intensidade, incômoda e contínua. Pode ser isolada ou se repetir diariamente.
  • Dor generalizada e mais forte nas têmporas, couro cabeludo e na parte de trás do pescoço.
  • Fadiga.
  • Dificuldade para dormir.
  • Dor nos músculos (ombros e parte superior das costas).
  • Sensibilidade às mudanças do clima, aos barulhos e à luz.

Quando a dor é leve, pode ser tratada com remédios caseiros. Porém, se for forte e persistente, devemos procurar um médico.

Ações para reduzir a dor de cabeça causada pelo estresse

Homem sentindo dor de cabeça no trabalho

Se a dor de cabeça causada pelo estresse é somada a outros sintomas como a tensão muscular ou o ranger dos dentes, podemos acabar sofrendo uma dor intensa que afeta a nossa qualidade de vida.

Portanto, é necessário poder manejar as situações de nossa vida diária que incidem negativamente em nosso humor. Por exemplo:

  • Desfrute de atividades prazerosas como ouvir música, ler, praticar esporte, dançar ou brincar com seu animal de estimação.
  • Tome um tempo para fazer um exercício de relaxamento, por meio de técnicas como respiração profunda, ioga e meditação.
  • Facilite sua vida: escolha quais são as atividades que você deve fazer e administre seu tempo de forma eficiente.
  • Procure apoio. Falar com a família ou amigos permite superar da melhor maneira os problemas e controlar o estresse.
  • Desfaça-se dos pensamentos negativos. Dessa forma, você poderá enfrentar os ambientes estressantes.
  • Estar de bom humor é uma maneira de amenizar o estresse, segundo este estudo realizado pela Universidade de Barcelona. Dessa forma, liberaremos endorfinas que contribuem para uma atitude positiva.
  • Fazer exercícios previne e combate o estresse.
  • Fazer massagens. Com seu parceiro ou com um massagista profissional com quem você fique a vontade.
  • Caso a dor seja causada pelo frio, aqueça seu corpo.
  • Mude de posição para dormir. Além disso, adote uma boa postura ao ler, trabalhar ou praticar exercícios. Durma e descanse apropriadamente.
  • Exercite o pescoço e os ombros com frequência.

A dor de cabeça causada pelo estresse é o cavalo de batalha com o qual uma boa parte da população vive. Vamos aprender a administrá-la para viver melhor.