Dicas para combater o fígado gorduroso

· 17 de janeiro de 2014
Para adoçar nossos pratos, sugerimos a estévia. Devemos evitar o consumo diário de frutas e também de sacarose e frutose, devido ao seu alto teor de açúcares.

O fígado gorduroso é um mal bastante comum na sociedade moderna, por isso, já há anos, é considerada a doença hepática mais comum. Viver com ela é algo complexo e doloroso, visto que provoca cansaço, inchaço, sensação de peso abdominal, etc.

Por isso, é importante aprender a tratá-la, visando uma melhor qualidade de vida. Sendo assim, a alimentação correta e um pouco de exercício são, sem dúvidas, essenciais para promover melhorias e, com isso, fazer com que nosso fígado volte ao seu estado saudável.

Causas

Não existem fatores claros que determinem com exatidão o fenômeno do fígado gorduroso. Os especialistas atribuem isso a uma série bem ampla de causas, entre elas estão as seguintes:

  • Problemas metabólicos;
  • Estresse oxidativo;
  • Obesidade;
  • Problemas nutricionais;
  • Diabetes;
  • Ingestão excessiva de açúcares e gorduras;
  • Presença de toxinas no corpo;
  • Associação com outras doenças, como a hepatite ou a inflamação intestinal.

Leia também: Conheça todos os tipos de diabetes

Nutrição adequada

Uma dieta balanceada será essencial para combater o fígado gorduroso, controlando as calorias, evitando os inchaços, digestões pesadas e a fadiga crônica, sintomas associados a esta doença.

Assim, a pergunta básica é: o que devo comer?

  • Fibra: indispensável. Fornece sensação de saciedade e controla o apetite, absorvendo também menos gordura e açúcares.
  • Pão integral, arroz e massas integrais.
  • Flocos de aveia ou milho natural para o café da manhã, sem açúcares.
  • Inclua legumes em sua dieta, três vezes na semana, e todas as verduras de folha verde.
  • Evite o açúcar. Utilize a estévia como adoçante; esse talvez seja o único recomendado, já que nem a sacarose nem a frutose são adequadas para o fígado gorduroso. Portanto, procure evitar o consumo diário de fruta, devido ao seu alto nível de açúcares.
  • Evite leite de vaca: é sempre melhor o iogurte desnatado e o kefir.
  • Aumente o consumo das vitaminas A, C, E e selênio em sua dieta; eles ajudam a prevenir a degeneração celular, por isso, recomenda-se, por exemplo, que se consuma os seguintes alimentos: peixes, gema de ovo, tomates, brócolis, pimentões, nozes, espinafre e abacates.
  • Quanto ao selênio, é um poderoso antioxidante e desintoxicante do nosso fígado. Podemos encontrá-lo ao consumir pistache, caju, sementes de abóbora, cogumelos e farelo de trigo.
  • O álcool é certamente um elemento que você deverá eliminar completamente de sua dieta.
  • O limão é sem dúvida uma peça indispensável para o fígado gorduroso, e será muito benéfico. Adicione-o à água quando for beber e também em suas saladas. Recomendamos especialmente o limão com a cenoura.

Conheça: Incríveis remédios caseiros com limão

Remédios naturais para o fígado gorduroso

cardo-mariano

 

  • Cardo-mariano: altamente eficaz para limpar e fortalecer o fígado. Ajuda a reconstitui-lo e atua como antioxidante, proporcionando o crescimento de novas células e digerindo a gordura. Pode ser encontrado em cápsulas nas lojas de produtos naturais.
  • Suco de noni: dispõe de alta concentração de fibra, reduz o colesterol e favorece a reconstrução do fígado. Pode ser consumido em cápsulas, em jejum. Você também poderá encontrá-lo em lojas de produtos naturais.
  • Alga spirulina: desintoxica e reabilita o fígado; possui altos níveis de magnésio e vitamina B6, ideal para combater a gordura no fígado, além de nos fornecer grandes quantidades de vitaminas.

Outras dicas

  • É preferível que você não abuse dos medicamentos, em especial dos anti-inflamatórios e analgésicos.
  • Que tal incluir em seus hábitos uma caminhada diária de uma hora? O exercício é essencial para perder peso e equilibrar nosso organismo. Experimente de forma progressiva, começando com meia hora por dia. Pouco a pouco, integre o exercício plenamente em sua vida.

Últimas pesquisas: benefícios do café

Como curiosidade e fato interessante a considerar, adicionaremos os recentes estudos publicados na revista norte-americana “Hepatology”, onde um grupo de pesquisadores da universidade de Duke afirmou ter descoberto as benéficas propriedades do café e dos chás para evitar a gordura no fígado.

A cafeína, além de atuar como protetora para prevenir enfermidades, como a diabetes e os sintomas do Parkinson, parece ser benéfica também para esta doença.

Portanto, não faz mal ingerir uma xícara de café no meio do dia e outra de chá à tarde. Nossa saúde nos agradecerá.