Como desintoxicar as axilas e prevenir doenças

· 22 de janeiro de 2019
Dado que os desodorantes comerciais contêm compostos químicos que podem ser prejudiciais, é conveniente desintoxicar as axilas de tempos em tempos para minimizar as possíveis complicações.

O uso de produtos desodorantes e antitranspirantes nas axilas faz parte da rotina de cuidado pessoal da maioria das pessoas de todo o mundo.

Têm como finalidade reduzir a sudorese excessiva e frear o crescimento bacteriano que dá origem aos maus odores.

O que muitos desconhecem é que alguns destes produtos contêm substâncias tóxicas que podem atravessar a barreira da pele e dar origem a doenças graves como o câncer e o Alzheimer.

Ainda que esta questão soe um pouco alarmante, vários estudos comprovaram que compostos como os parabenos, os ftalatos e o alumínio podem causar câncer de mama quando são aplicados de forma local.

Isso se deve ao fato de que interferem nas atividades que regulam os hormônios e causam desequilíbrios nos níveis de estrogênio.

Seu agravante é que obstruem os poros das axilas e evitam que as toxinas que existem no interior do organismo sejam eliminadas.

Devido a isso, há algum tempo vêm sendo utilizados alguns métodos de desintoxicação à base de ingredientes naturais que facilitam a eliminação das bactérias e resíduos químicos acumulados.

Estas técnicas são muito fáceis de realizar em casa. Além disso,representam uma boa opção para evitar as consequências negativas destes produtos.

Leia também: Evite o suor nas axilas

Por que desintoxicar as axilas?

como-desintoxicar-axilas

Nas axilas há uma grande quantidade de glândulas sudoríparas que facilitam a eliminação de suor para regular a temperatura do corpo, eliminar as toxinas e manter um nível correto de hidratação.

Seu pH natural não tem odor, mas é alterado quando as bactérias se fermentam e encontram o ambiente indicado para se proliferarem.

Por seu desagradável aroma todos preferimos utilizar produtos químicos de higiene pessoal que permitem neutralizá-lo; além de dar uma sensação de frescor na região das axilas.

O problema é que seus ingredientes vão ficando aderidos à pele e podem ser absorvidos até chegarem ao interior do organismo.

Em quantidades mínimas não representariam nenhum problema, mas a longo prazo podem acumular e influenciar o desenvolvimento de doenças graves.

É aí que a desintoxicação desempenha um papel importante, já que permite remover estas substâncias acumuladas para que as mesmas não gerem um risco futuro.

Os ingredientes que se combinam para fazer a desintoxicação são livres de tóxicos; além disso, têm propriedades antibacterianas que substituem de forma eficaz estes artigos de higiene.

Embora a ideia seja empregá-los como método de limpeza profunda; também podem ser usados para controlar o odor forte e as alterações do pH.

Leia mais: Remédios caseiros para clarear as axilas

Como desintoxicar as axilas com ingredientes naturais?

remedios-desintoxicar-axilas

Levando em conta os riscos que as axilas intoxicadas podem trazer; vale a pena seguir alguns passos simples para desintoxicá-las de forma natural.

Os ingredientes são muito fáceis de adquirir em qualquer mercado ou loja de produtos naturais. Ainda que o importante seja verificar se são totalmente orgânicos.

O protagonista é o vinagre de maçã, um alimento com ácidos naturais que diminuem a presença de bactérias, fungos e toxinas.

Também conta com óleos essenciais que cobrem os maus odores enquanto eliminam os micro-organismos que os causam.

Além disso, a argila remove as células mortas e apoia os demais componentes na eliminação das substâncias tóxicas acumuladas.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã orgânico (10 ml)
  • 3 gotas de óleo essencial de alecrim
  • 5 gotas de óleo essencial de coentro
  • 1 colher de sopa de argila bentonita (10 g)

Preparo

  • Primeiramente, coloque o vinagre de maçã em um recipiente de vidro e misture-o com a argila.
  • logo após incorporá-los bem, acrescente os óleos essenciais e misture-os até obter um creme.
  • Por fim, deixe-os concentrar durante duas horas e proceda para a aplicação.

Modo de uso

  • Em primeiro lugar, lave bem as axilas antes de aplicar o remédio e retire os possíveis excessos de desodorantes comerciais.
  • Em seguida, aplique uma fina camada do produto e faça suaves massagens circulares.
  • Deixe agir durante cinco minutos e enxágue com água fria.
  • Repita sua aplicação todos os dias, durante um período de duas ou três semanas.

Como complemento, aumente o consumo de água e de alimentos ricos em antioxidantes.

Este método não apenas reduzirá a presença de resíduos nas axilas, mas também acabará com os maus odores e as manchas escuras na mesma.

Para evitar a sobrecarga de substâncias tóxicas nesta região do corpo tenha mais cuidado na hora de comprar os produtos de higiene pessoal.

É preciso analisar os rótulos e embalagens para encontrar fórmulas mais suaves e com compostos que não sejam prejudiciais.

  • Beserra, R. A., de Oliveira Viana, A., Nascimento, S. T., Borges, V. M., & Pessoa, C. V. (2018). O USO DE ANTITRANSPIRANTES E SUA RELAÇÃO COM O CÂNCER DE MAMA. Mostra Científica da Farmácia4(2).
  • Nascimento, L. P., Raffin, R. P., & Guterres, S. S. (2004). Aspectos atuais sobre a segurança no uso de produtos antiperspirantes contendo derivados de alumínio. Infarma16(7-8), 66-72.
  • Lucarelli, A. P., Martins, M. M., & Aldrighi, J. M. (2015). Fatores de risco controversos no câncer de mama. Rev Bras Med72(6).
  • de Souza, A. B., & Maluf, D. F. O USO DE ANTIPERSPIRANTE E SUAS REAÇÕES ADVERSAS.