Desintoxicação hepática e renal com limão, toranja e gengibre

14 Setembro, 2020
O fígado e os rins são fundamentais para eliminar toxinas, mas às vezes ficam sobrecarregados. Fazer uma depuração com ingredientes naturais ajudará a manter esses órgãos em perfeitas condições.
 

Quando nos sentimos pesados, sem energia, com a pele opaca e com maior tendência a cravos e imperfeições, e também não conseguimos ir ao banheiro durante alguns dias, consideramos que talvez estejamos precisando de uma limpeza hepática e renal.

A desintoxicação é um processo cujo objetivo principal é a eliminação de toxinas. Considera-se que assim é possível ajudar a superar o cansaço, recuperar a energia e melhorar a saúde em geral.

Esse processo geralmente consiste no consumo de uma bebida natural ou de um tipo específico de dieta, baseada em alimentos saudáveis ​​(ricos em nutrientes e fibras), por um curto período de tempo. A seguir, vamos ensinar como realizar uma desintoxicação hepática e renal com três alimentos: limão, toranja e gengibre.

Benefícios da desintoxicação hepática e renal

mulher_praticando_ioga

Considera-se que as ‘toxinas’ entram no corpo (através do consumo excessivo de alimentos ultraprocessados e de alguns produtos, como o álcool e o cigarro) e, junto com o estresse e outros fatores, afetam a saúde.

Quando o organismo está funcionando de maneira correta, a eliminação de toxinas é contínua e não provoca mal-estar. No entanto, quando o corpo está ‘sobrecarregado’, as toxinas se acumulam e causam problemas.

 

Por esse motivo, há quem considere necessário fazer uma limpeza ou desintoxicação hepática e renal uma vez por ano. Esse processo ajudaria a melhorar a saúde do fígado e dos rins.

A limpeza pode contribuir para o bem-estar e ajudar a nos sentirmo melhor. No entanto, é preciso esclarecer que, para que os benefícios sejam duradouros, é fundamental manter bons hábitos de vida.

Veja também: 5 sucos para cuidar bem do fígado e do pâncreas

O limão, a toranja e o gengibre

Para fazer desintoxicação hepática e renal, há quem use três ingredientes em particular: limão, toranja e gengibre. Isso porque os três contêm nutrientes que beneficiam a saúde de todo o organismo e, além disso, cada um pode trazer outros benefícios adicionais, como veremos a seguir.

  • Limão. É uma fruta rica em vitamina C e antioxidantes. Além disso, lhe são atribuídas propriedades antimicrobianas, o que ajudaria a eliminar os patógenos prejudiciais à saúde, além das toxinas. Por outro lado, contribui para melhorar a função imunológica, de acordo com um estudo publicado na Nutrients.
  • Toranja. Outra fruta cítrica cheia de antioxidantes e vitamina C. Além de contribuir para a saúde do sistema imunológico, tem efeito diurético que ajuda a eliminar os líquidos retidos e a reduzir a inflamação.
  • Gengibre. Um alimento digestivo que também ajuda a reduzir a inflamação e eliminar líquidos retidos. Também lhe é atribuído propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, de acordo com as pesquisas mais recentes.

Receita para a desintoxicação hepática e renal

Siga a receita abaixo para obter uma bebida que ajude a desintoxicar o organismo, fornecendo nutrientes de qualidade.

limonada_suco_de_limao

Ingredientes

  • 1 limão.
  • ½ toranja.
  • 1 litro e meio de água.
  • 3 rodelas grossas de gengibre fresco.
  • Opcional: estévia (no máximo, 2 colheres de sopa, 20g).

Modo de preparo

  • Esprema o limão e reserve o suco por um momento.
 
  • Faça o mesmo com meia toranja.
  • Tire a casca das frutas e rale.
  • Além disso, pegue 3 rodelas de gengibre e coloque-as para ferver em uma panela com água.
  • Uma vez obtida a infusão de gengibre, desligue o fogo, junte as cascas dos cítricos e deixe aquecer o líquido tampado.
  • Adicione o suco de fruta à água de gengibre.
  • Guarde na geladeira e consuma nos próximos dias.
  • Ao servir um copo, você pode adicionar um pouco de estévia para adoçar (sempre menos de duas colheres de sopa).

Orientações de consumo

  • O ideal é consumir sempre dentro de uma alimentação balanceada.
  • Podemos tomar um copo dessa bebida no meio da manhã ou no meio da tarde. Por exemplo, antes do exercício.
  • Não é recomendado beber mais de 3 copos por dia.
  • Para conseguir a desintoxicação, é importante facilitar o trânsito intestinal por meio do consumo regular de água e alimentos frescos e saudáveis, ricos em fibras, em conjunto com uma boa rotina de exercícios.
  • Pessoas em tratamento (de qualquer tipo) ou pacientes crônicos devem consultar um médico antes de realizar qualquer processo de desintoxicação.

Recomendamos ler: 8 melhores remédios para a prisão de ventre

Recomendações adicionais

Durante essa desintoxicação hepática e renal de três semanas, deveríamos eliminar ou reduzir ao máximo o consumo de alguns alimentos como:

  • Carnes vermelhas e embutidos.
  • Açúcar e alimentos açucarados. Esses produtos são prejudiciais à saúde, segundo especialistas em nutrição.
  • Óleos refinados, frituras e gorduras hidrogenadas.
 
  • Creme de leite, queijos gordurosos e margarina
  • Comida pré-cozida, pré-cozida e alimentos ultraprocessados.
  • Bolos, biscoitos, pão branco e outros alimentos preparados com farinhas refinadas
  • Refrigerantes, bebidas açucaradas e alcoólicas.

Também seria aconselhável eliminar o tabagismo, pois é um dos hábitos que mais prejudica a saúde e reduz a qualidade de vida.

Use a bebida de desintoxicação para melhorar a saúde

Depois de concluir a depuração hepática e renal, o ideal é adotar e manter um estilo de vida saudável. Não é aconselhável voltar a cometer excessos (de comida ou de qualquer outra natureza) e depois ‘eliminá-los’ com outra depuração, pois assim estaremos colocando em risco a nossa saúde.

Se tivermos dúvidas sobre como levar um estilo de vida saudável, de acordo com as necessidades do nosso corpo, podemos consultar o um médico.

 
  • Carr AC., Maggini S., Vitamin C and immune function. Nutrients, 2017.
  • Aryaeian N., Shahram F., Mahmoudi M., Tavakoli H., et al., The effect of ginger supplementation on some immunity and inflammation intermediate genes expression in patients with active rheumatoid arthritis. Gene, 2019. 698:179-185.
  • Jensen T., Abdelmalek MF., Sullivan S., Nadeau KJ., et al., Fructose and sugar: a major mediator of non alcoholic fatty liver disease. J Hepatol, 2018. 68 (5): 1063-1075.