Como se detecta o câncer de ovário?

A fim de receber um diagnóstico precoce de câncer de ovário e prevenir problemas maiores, é muito importante realizar exames anuais ou, mais frequentemente, se tivermos histórico familiar. Veja como se detecta o câncer de ovário nesse artigo.

Doenças tão graves como o câncer geralmente mostram certos sinais que muitas vezes não se relacionam com esse problema.

No entanto, devemos abordá-los para detectá-lo a tempo e combatê-lo. Com estas recomendações, você saberá como detectar o câncer de ovário para ir ao seu médico e tratá-lo a tempo.

Saber como se detecta o câncer de ovário em um estágio inicial é fundamental para poder combatê-lo sem grandes complicações.

Cerca de 20% dos casos de câncer de ovário são detectados nesta primeira etapa. Isso se traduz em não menos de 94% das hipóteses de sobrevivência da paciente.

 Etapas do câncer de ovário

O câncer de ovário pode ocorrer em até quatro estágios, dependendo do grau de extensão pelo corpo que a doença tem:

  • Fase 1: é limitado a um ou ambos os ovários.
  • Fase 2: limitada à pélvis.
  • Estágio 3: o tumor se encontra fora da pélvis, mas limitado no abdômen, ou envolvendo os gânglios linfáticos, mas não inclui o interior do fígado.
  • Estágio 4: o tumor se espalhou para o fígado ou para fora do abdômen.

Você quer saber mais? Leia: Novo método promete destruir os tumores de câncer de mama em 11 dias

Como detectar o câncer de ovário

1. Exames de rotina

Mulher mostrando regão do câncer de ovário

De vez em quando faça exames de rotina para ver se está tudo bem. Não há nada como a prevenção para detectar um possível problema a tempo.

Durante um exame pélvico, o médico será responsável por palpar os ovários e o útero para examinar seu tamanho, forma e consistência.

Desta forma, alguns tipos de câncer associados ao sistema reprodutivo já podem ser encontrados em estágio inicial.

  • Além disso, há outro teste conhecido como Papanicolau que é eficaz na detecção de câncer cervical precoce. Não obstante, não ajuda a detectar o câncer de ovário.
  • Um câncer de ovário só pode ser detectado através deste teste se já estiver em estágio avançado.

2. Cuidado com o componente genético

Aproximadamente 10% das mulheres que sofrem de câncer de ovário respondem a uma causa genética e, em sua família, houve casos desse tipo de doença antes.

  • Portanto, essas mulheres devem ser submetidas a análises de mutações nos genes BRCA1 e BRCA2.
  • Os testes consistem em um exame de sangue simples e podem determinar os riscos que a paciente tem de sofrer de câncer ou se já está sofrendo com isso em estágio inicial.

3. Testes de triagem em casos avançados

Desenho do câncer de ovário

Se o câncer já foi diagnosticado, para ver o quão avançado é, e sua possível fase, geralmente é feita:

  • Histerectomia
  • Remoção dos ovários e trompas
  • Biopsias ou dissecção dos linfonodos aórticos e pélvicos
  • Biopsias.

No caso de o médico encontrar carcinoma de ovário na fase 4, isto é, com metástases fora do abdômen ou dentro do fígado, a quimioterapia é aplicada antes da cirurgia.

Possíveis tratamentos para câncer de ovário

As drogas que são usadas para tratar o câncer de ovário geralmente têm menos efeitos colaterais do que outros medicamentos de quimioterapia.

Há duas formas de quimioterapia no câncer de ovário: por via intravenosa ou diretamente no abdômen.

De acordo com estudos recentes, demonstrou-se que a administração intraperitonial aumenta significativamente a sobrevida. Este é o mais usado após uma ótima cirurgia citoredutora.

Visite este artigo: O que você deve saber antes de decidir remover os ovários?

É possível prevenir o câncer efetivamente?

Dor no abdôme pode ser sinal de câncer de ovário

Além dos controles regulares, não existe uma maneira conhecida de prevenir o câncer de ovário.

A remoção das trompas de Falópio e os próprios ovários podem prevenir a doença, mas é uma solução muito invasiva e tem outras contraindicações graves que devem ser conhecidas e pesadas em todos os momentos.

Por exemplo, se uma mulher tomar pílulas anticoncepcionais há mais de 10 anos, o risco de câncer de ovário é significativamente reduzido.

Além disso, ter uma ligadura de trompas também diminui as chances de ter um tumor no ovário.

Em qualquer caso, como dissemos, não se esqueça de fazer uma revisão anual ou biópsia para analisar as células e ver se tudo está indo bem.

Desta forma, você ficará mais calma e, além disso, é a melhor maneira de detectar um problema a tempo.

Recomendados para você