10 possíveis causas de dor no corpo

A dor no corpo é um sintoma comum que responde a uma ampla variedade de causas. De desconfortos temporários a doenças autoimunes crônicas, as dores são capazes de provocar incômodos que afetam a qualidade de vida.
10 possíveis causas de dor no corpo

Última atualização: 21 Fevereiro, 2021

Existem causas variadas e muito diversas de dor no corpo. Este é um sintoma tão comum que, na verdade, poderia ser atribuído a quase qualquer condição. É também um dos motivos mais habituais de consulta médica.

É definida como uma experiência subjetiva que gera impacto emocional e piora a qualidade de vida, tanto para o paciente quanto para o seu meio. Isso é perceptível principalmente nos casos crônicos.

Em muitos casos, a evolução da dor será aguda, como nas infecções, e espera-se que seja autolimitada. Por outro lado, em outras ocasiões, ela pode se tornar prolongada e até crônica. Hoje contaremos a você cerca de 10 causas de dor no corpo que são relativamente comuns na população geral.

10 causas mais comuns de dor no corpo

Mulher gripada
A gripe é muito comum e a dor que ela provoca é forte, podendo nos deixar acamados por longos dias.

1. Gripe

A gripe é uma doença respiratória aguda causada pelos vírus influenza A ou B, que ocorre principalmente durante o inverno. Sua distribuição é mundial, não havendo área geográfica alheia às epidemias em temporadas de frio.

O próprio processo infeccioso é autolimitado e descomplicado. No entanto, está associado a uma maior mortalidade em certas populações de risco, como pessoas com doenças crônicas e imunocomprometidas. É recomendada uma vacinação preventiva anual.

Em pacientes com influenza não complicada, a doença pode durar uma semana ou mais. Ela se apresenta com sintomas respiratórios, como coriza, dor de garganta e tosse, junto com febre, dor de cabeça, mialgia (dor muscular) e fraqueza. A inflamação, principalmente na garganta, tórax e pulmões, também pode ser dolorosa.

2. Fibromialgia

A fibromialgia é a causa mais comum de dor crônica esquelética e muscular generalizada. Ela ocorre em 2% a 8% da população. A dor costuma ser acompanhada de fadiga, problemas de memória e distúrbios do sono. A etiologia é desconhecida.

É mais frequente em mulheres entre os 20 e os 55 anos. Os pacientes não apresentam anormalidades no exame físico, exceto sensibilidade generalizada dos tecidos moles. Os estudos laboratoriais e radiológicos são normais.

O tratamento visa reduzir os principais sintomas desse transtorno, e uma variedade de tratamentos farmacológicos e não farmacológicos são utilizados. Sessões de reabilitação e acompanhamento por profissionais de saúde mental podem ser úteis.

Leia também: A fibromialgia pode ser hereditária?

3. Síndrome da fadiga crônica

A síndrome da fadiga crônica é uma doença cuja causa permanece incerta. Por ser crônica e afetar grande parte do corpo, é uma doença incapacitante que limita drasticamente as atividades dos pacientes.

Seu diagnóstico costuma ser tardio ou difícil, dada a falta de estudos que o confirmem. Pessoas com o problema têm dores de cabeça, dores musculares e em várias articulações.

A Academia Nacional de Medicina desenvolveu um conjunto de critérios de diagnóstico que o facilitam. Deve haver uma deterioração substancial na capacidade de participar de atividades ocupacionais, educacionais, sociais ou pessoais que persiste por mais de 6 meses e é acompanhada por fadiga que não cessa com o repouso.

4. O lúpus causa dor no corpo

O lúpus é uma doença autoimune (o sistema imunológico ataca os próprios tecidos), crônica e de causa desconhecida. Pode afetar qualquer órgão do corpo, e não apenas se concentrar em um sistema específico. Devido ao dano e à inflamação, as dores no corpo são comuns.

Além disso, os pacientes podem apresentar fadiga, erupções cutâneas, febre aleatória, inchaço ou vermelhidão ao redor das articulações, convulsões e sensibilidade à luz solar. O tratamento é complexo porque a resposta aos medicamentos é variável.

5. Doença de Lyme

A doença de Lyme é uma doença transmitida por carrapatosÉ caracterizada pelo aparecimento de lesões cutâneas na forma de eritema migratório (mancha avermelhada na pele). Provoca dores nas grandes articulações, fadiga, dores de cabeça e até dores musculares.

6. Mononucleose infecciosa

A mononucleose infecciosa é causada pelo vírus Epstein-Barr. Também é chamada de doença do beijo, pois sua transmissão pela saliva faz parte do modo de disseminação.

É caracterizada pela presença de febre, faringite, fadiga, glândulas inchadas, dores de cabeça, mal-estar geral e dores no corpo. Sua evolução é autolimitada, mas o esgotamento das reservas físicas dos pacientes é muito perceptível. Durante o período mais ativo da patologia, torna-se impossível desempenhar as atividades básicas.

7. Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é um distúrbio sistêmico crônico de origem desconhecida. Sabe-se que o processo subjacente que o gera é a autoimunidade, mas as situações que desencadeiam o aparecimento dos sintomas são variadas.

Acomete principalmente as articulações, de forma simétrica, e leva à sua destruição, causando deformidadesAlém da dor, os pacientes podem manifestar fadiga, mialgia, febre, perda de peso e depressão. Sua condição crônica e a evolução em episódios agudos tornam a abordagem difícil.

8. A esclerose múltipla causa dor no corpo

A esclerose múltipla é uma doença desmielinizante, ou seja, danifica a camada de mielina dos nervos. É autoimune e constitui a mais comum dessas patologias do sistema nervoso central. 

Os pacientes podem sentir dor, formigamento e outras sensações anormais. Outros sintomas incluem fraqueza, exaustão, visão turva, cegueira temporária ou permanente, dificuldade para andar ou ficar em pé e distúrbios de memória.

9. Desidratação

A desidratação ocorre quando o corpo perde mais água do que ingere ao beber ou comer. Pode ser causada por vômitos, diarreia, febre alta ou medicamentos que nos fazem urinar mais do que o normal. Crianças e adultos mais velhos têm uma maior probabilidade de sofrer com isso.

A água corporal é um elemento essencial para o bom funcionamento do organismo, portanto sua diminuição irá gerar múltiplos sintomas, como sede excessiva, pouca urina, boca seca, lábios rachados, confusão e cansaço. Causa dores no corpo porque os músculos, quando desidratados, geram substâncias tóxicas que irritam as terminações nervosas.

Não deixe de ler: Dieta para evitar a desidratação: o que você deve ter em mente

Homem com dor nas costas
A dor muscular tem várias origens, desde doenças autoimunes até miopatias induzidas por medicamentos.

10. Miopatias induzidas por medicamentos

Há uma longa lista de medicamentos, geralmente indicados pelo médico, e também drogas de abuso que podem induzir esse fenômeno. As manifestações variam de dores musculares leves e fraqueza a lesões crônicas graves com insuficiência de ambos os rins.

Alguns exemplos de medicamentos e drogas que causam miopatias são álcool, cocaína, glicocorticoides, estatinas, antipsicóticos, colchicina e antirretrovirais. O efeito adverso nem sempre aparece, mas é preciso ter cuidado se esses fármacos forem usados.

A dor no corpo tem uma variedade de causas

As causas da dor no corpo são tão variadas que listar todas elas seria impossível. Hoje apresentamos as mais frequentes e as que mais afligem a população mundial.

Se você sentir dor persistente que não consegue explicar e que altera a sua qualidade de vida, deve consultar um médico. É importante identificar as origens para implementar um tratamento adequado de acordo com as suas necessidades. Evite a automedicação e marque uma consulta com o seu médico de família para tirar as suas dúvidas.

Pode interessar a você...

Remédios naturais para aliviar dores musculares
Mejor con SaludLeerlo en Mejor con Salud
Remédios naturais para aliviar dores musculares

As dores musculares podem ser muito incômodas e improdutivas, por isso, é importante sabe como amenizá-las com remédios naturais. Confira.