Quais as causas das câimbras e o que fazer para tratá-las?

Para prevenir o aparecimento de câimbras, é bom realizar alongamentos diários para ativar o sistema nervoso. Além disso, é importante aumentar o consumo de água para favorecer o transporte de oxigênio.
Quais as causas das câimbras e o que fazer para tratá-las?

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

As câimbras ou espasmos ocorrem quando um ou mais músculos se contraem de forma involuntária, sem a possibilidade de relaxar no momento e provocando uma dor leve ou intensa.

Em geral, apresentam-se na zona posterior da perna ou da coxa, mas também podem se dar nos pés, braços e outros grupos musculares do corpo.

Quem sofre com elas pode perceber uma incômoda sensação de rigidez e tensão; que desaparece espontaneamente em questão de minutos.

No entanto, há quem permaneça com o incômodo, que persiste por várias horas no músculo afetado ou ao seu redor.

Apesar de ser considerado um problema benigno, muitos tentam aliviá-lo; porque pode interromper o sono ou alguma atividade importante durante o dia.

Com este objetivo, é importante descobrir quais são suas possíveis causas e que medidas podem ser tomadas para não ter que recorrer a medicamentos.

Hoje, queremos dar a você informações detalhadas e algumas recomendações práticas atuar de imediato.

Causas das câimbras musculares

causas-das-câimbras

Existem muitos fatores associados ao aparecimento dos espasmos musculares: o esforço físico excessivo, a gravidez e a idade são alguns dos responsáveis pelo seu surgimento.

No entanto, a maioria dos casos ocorre quando algo interrompe a oxigenação dos músculos ou provoca uma perda excessiva de fluidos, sais minerais e proteínas.

Uma dieta pobre em magnésio e potássio também tem muito a ver com os episódios frequentes deste problema.

Ambos os minerais fortalecem e relaxam os músculos, ao mesmo tempo em que promovem uma boa circulação.

Entre as causas menos comuns, cabe destacar algumas doenças, sobretudo do sistema digestivo, e o envenenamento.

Outra teoria sugere que as câimbras poderiam ter sua origem na ineficiência biomecânica, que também traz riscos para a saúde cardiovascular.

O que fazer para tratar as câimbras musculares?

Ainda que o ideal seja tomar medidas preventivas para não sofrer com este sintoma incômodo, existem algumas soluções caseiras que podem tratá-las quando não for possível evitá-las.

Aumente o consumo de água

beber-água-para-combater-câimbras

O consumo de água é essencial tanto para prevenir quanto para tratar doenças que afetam os músculos. Ela contribui para ativar a circulação e melhora o transporte do oxigênio até as células.

As bebidas isotônicas também são uma boa opção para reidratar, sobretudo quando a atividade física ou o calor nos tenham feito perder fluidos em excesso.

Elas são recomendadas para os atletas, já que ajudam a repor os minerais que perdemos através do suor.

Utilize bolsas de água quente e de gelo

Uma bolsa de água quente ajuda a relaxar o músculo quando ele fica rígido e tenso durante o espasmo.

Por sua vez, o frio será benéfico para ativar a circulação quando a câimbra tiver passado.

Faça alongamentos

alongamento-para-combater-câimbras

Os alongamentos e flexões são uma das melhores terapias para combater e prevenir as câimbras em qualquer parte do corpo. Devem ser feitos ao terminar a rotina de exercícios e, também, durante a jornada de trabalho.

Os alongamentos das extremidades ativam o sistema nervoso central e fazem com que ele envie um maior número de sinais inibitórios para acalmar a dor.

Afrouxe a roupa

Ao notar o primeiro sinal de uma câimbra, é importante afrouxar a roupa para dar mais espaço aos músculos.

Roupas apertadas dificultam a circulação e impedem o rápido alívio do problema.

Melhore a alimentação

alimentação-para-combater-câimbras

Se as câimbras se tornaram parte da sua vida, talvez seja necessário rever a qualidade nutricional dos alimentos que você está consumindo.

Não deixe de incorporar à dieta boas quantidades de:

  • Vitamina B12;
  • Ácido fólico;
  • Niacina;
  • Vitamina E;
  • Cálcio;
  • Magnésio;
  • Potássio;
  • Ferro.

Aplique azeite de oliva

Enquanto estiver sentindo dor, pegue um pouco de azeite de oliva nas palmas das mãos e faça uma suave massagem, pressionando com as pontas dos dedos.

Tome um banho de água morna

Quando este problema interrompe suas noites e diminuir a qualidade de seu sono, o melhor é tomar medidas antes de dormir.

Esquente um pouco de água e tome um banho para aumentar a circulação nas pernas e diminuir o risco de elas aparecerem.

Para terminar, tenha em mente que, se nenhuma dessas recomendações funcionar e você ainda tiver câimbras contínuas, o mais apropriado é consultar o médico para saber se elas se devem a problemas hormonais ou do sistema circulatório.

Não ignore as câimbras!

Pode interessar a você...
10 mudanças que acontecem ao tomar banho com água fria diariamente
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
10 mudanças que acontecem ao tomar banho com água fria diariamente

Você costuma deixar a água bem quente quando entra no chuveiro. Descubra neste artigo os benefícios de tomar banho com água fria!



  • Arnés, M.C., Saá Requejo, C.M., Moreno Hernández, A., Calvo Cebrián, A., Hernández Álvarez, L.F. y Calderero Castellano, G. Calambres nocturnos. SEMG, 2003; 57: 553 – 560.
  • Manual MSD. [Internet]. Calambres musculares. Disponible en: https://www.msdmanuals.com/es-es/professional/trastornos-neurol%C3%B3gicos/aproximaci%C3%B3n-al-paciente-neurol%C3%B3gico/calambres-musculares
  • Maquirriain, J. y Merello, M.J. Abordaje clínico del deportista con calambres musculares. Rev Asoc Argent Ortop Traumatol, 2005; 70(4): 367 – 372.
  • MedlinePlus. [Internet]. Calambre muscular. 2017. Disponible en: https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/002066.htm
  • Nelson, NL y Churilla, JR (2016). Una revisión narrativa de los calambres musculares asociados con el ejercicio: factores que contribuyen a la fatiga neuromuscular y a las implicaciones del manejo. Muscle & Nerve, 54 (2), 177-185. https://doi.org/10.1002/mus.25176
  • Pedro Manonelles Marqueta (2012). Utilidad en el deporte de las bebidas de reposición con carbohidratos. Archivos de medicina del deporte: revista de la Federación Española de Medicina del Deporte y de la Confederación Iberoamericana de Medicina del Deporte, ISSN 0212-8799, Vol. 19, Nº. 147, 2012, págs. 542-553.
  • P. Rubinstein, J.G. Abraldes y J.C. García-Pagá. Tratamiento de los calambres musculares en el paciente cirrótico. Universidad e Barcelona. GH Continuada. Marzo- Abril 2003. Vol. 2 Nº2.
  • María Dolores Apolo Arenas, E López Fernández Argüelles, T Caballero Ramos (2006). Utilización de la termoterapia en el ámbito deportivo [Use of the termotherapy in the sport environment]. Journal of Sport Science. E-Balonmano.com: Revista de Ciencias del Deporte.