6 remédios para combater os fungos no couro cabeludo

15 de novembro de 2019
Como se combatem os fungos no couro cabeludo? Esse tipo de infecção deve ser tratado por um médico ou dermatologista. No entanto, existem alguns remédios caseiros que podem ajudar.

A infecção por fungos no couro cabeludo é conhecida como “tinea capitis”. Embora seja um problema que pode afetar qualquer pessoa, predomina em crianças. É caracterizada por causar desde escamas leves até grandes placas inflamatórias e pustulares com alopecia extensa. Como pode ser tratada?

Diante dessa condição, é muito importante consultar um médico ou dermatologista, pois geralmente é necessário tratar a infecção com alguns medicamentos. Além disso, estão disponíveis shampoos medicinais e alguns remédios caseiros que ajudam a acelerar o seu alívio. 

Como são os fungos do couro cabeludo e o que os causam?

Existem vários tipos de infecção por fungos no couro cabeludo. No entanto, a forma mais comum é a micose causada por fungos dermatófitos. De acordo com uma publicação na revista científica Mycopathologia, os sintomas podem variar dependendo do tipo de invasão capilar, do nível de resistência do hospedeiro e do seu grau de resposta inflamatória.

Assim, é possível que a pessoa experimente uma leve queda de cabelo acompanhada de pequenas escamas, detectáveis apenas em uma inspeção cuidadosa, até uma massa inflamatória, dolorosa e grave que pode cobrir grande parte do couro cabeludo. Além disso, os fungos fazem com que o cabelo fique fraco ou pare de crescer.

Os sinais e sintomas de inflamação por fungos podem variar, mas em geral, aparecem como áreas carecas de aparência escamosa que produzem coceira.

Muitas vezes, a infecção é causada por micro-organismos que se proliferam quando há umidade constante no cabelo. Ela também pode aparecer quando o couro cabeludo tem lesões ou feridas e há uma higiene ruim desta área do corpo.

Esta infecção é contagiosa, portanto, evite entrar em contato ou usar acessórios pessoais de alguém que tenha o fungo. Da mesma forma, é primordial procurar ajuda profissional para ter um tratamento eficaz.

Leia também: aprenda a tratar os fungos com remédios caseiros

Mulher tomando banho

Tratamentos para os fungos no couro cabeludo

Após ir ao médico ou dermatologista para tratar uma infecção fúngica da cabeça, o profissional pode sugerir alguns medicamentos antifúngicos orais, como terbinafina, itraconazol, griseofulvina e fluconazol. No momento, o itraconazol e a terbinafina são autorizados apenas em alguns países para uso em crianças.

No entanto, se o médico prescrever esses medicamentos, o tempo de consumo pode ser estendido até seis meses ou mais. Além disso, pode ser tomado simultaneamente com o uso de um shampoo medicinal. Este produto ajuda a eliminar os esporos dos fungos e evita a propagação da infecção.

Como evitar os fungos no couro cabeludo?

Segundo informações da Clínica Mayo, é difícil prevenir os fungos, pois é uma infecção altamente contagiosa. Mas, existem algumas medidas que reduzem o risco. Isso inclui:

  • Evite manter o cabelo molhado por um longo tempo.
  • Não use gorros ou chapéus que impeçam o cabelo secar após a lavagem.
  • Mantenha o cabelo limpo e use um bom shampoo.
  • Evite o contato com animais infectados.
  • Informe crianças e adultos sobre os riscos de contrair essa infecção.
  • Não use os pertences de outras pessoas, como pentes, pinças, bonés, travesseiros, toalhas etc.
  • Por sua vez, mantenha limpo todos os objetos usados para manter o cabelo arrumado.

6 remédios para combater os fungos no couro cabeludo

Como complemento ao tratamento de fungos no couro cabeludo, você poderá experimentar alguns remédios de origem natural que podem ajudar a acalmar os sintomas. No entanto, deve-se ter em mente que as evidências sobre a sua segurança e eficácia são limitadas e, portanto, devem ser usados com cautela.

Além disso, embora tenham ganhado popularidade, não devem substituir o tratamento médico. Em caso de dúvida, consulte um profissional. Assim, se você notar uma reação desagradável após a aplicação, pare imediatamente e lave com bastante água fria.

 1. Solução de alho para aplicar no couro cabeludo

A aplicação de alho é um remédio popular para a micose do couro cabeludo. No entanto, devemos considerar que pode ser forte para pessoas sensíveis. Primeiro faça um pequeno teste antes de usá-lo.

Cabeças de alho-fungos no couro cabeludo

Ingredientes

  • ½ xícara de suco de limão (125 ml)
  • 6 folhas de alecrim
  • 5 dentes de alho

Como fazer?

  • Descasque os dentes de alho e deixe ferver com o suco de limão e as folhas de alecrim por cerca de 10 minutos.
  • Aplique a mistura resultante diariamente no couro cabeludo.

Leia também: como preparar óleo de alho para combater a queda de cabelo

2. Esfoliante de bicarbonato

Devido à sua textura, o bicarbonato de sódio serve como um esfoliante para remover as escamas e células mortas que se acumulam no couro cabeludo. Além disso, a sua aplicação também ajuda a acalmar a coceira. No entanto, como no caso anterior, deve ser usado com cuidado se você tiver o couro cabeludo sensível.

Ingredientes

  • 1 xícara de água quente (250 ml)
  • 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio (9 g)

Como fazer?

  • Misture a xícara de água quente e a colher de sopa de bicarbonato de sódio.
  • Aplique no couro cabeludo após o banho com uma massagem circular e deixe agir por 5 minutos.
  • Lave com muita água.

3. Vinagre de maçã

As propriedades antifúngicas do vinagre de maçã foram investigadas, mas ainda carecem de apoio científico como estratégia de tratamento. Apesar disso, a cultura popular o aceitou como um remédio alternativo em caso de infecções fúngicas como a micose do couro cabeludo.

O vinagre de maçã é um produto muito útil na cozinha. Devido às suas propriedades antifúngicas e antibacterianas, é ideal para combater os fungos.Portanto, você poderá aplicá-lo de uma maneira simples para aproveitar todos os seus benefícios.

Ingredientes

  • ¼ de xícara de vinagre (62 ml)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de usar

  • Dilua o vinagre de maçã no copo de água.
  • Aplique a mistura no couro cabeludo e deixe agir por 10 minutos antes de lavar com bastante água.
Combater fungos no couro cabeludo

4. Iogurte com limão

Não há evidências para provar que o iogurte natural combinado com limão ajuda a combater os fungos do couro cabeludo. No entanto, tem sido sugerida uma atividade antifúngica em produtos probióticos como o iogurte, devido ao seu conteúdo de microrganismos vivos.

Ingredientes

Como usar

  • Misture os ingredientes, aplique no couro cabeludo e deixe agir por no mínimo 30 minutos.
  • Lave com bastante água e seque bem o cabelo. Você pode repetir o procedimento três vezes por semana.

5. Vinagre branco

Vinagre branco-fungos no couro cabeludo

Assim como o vinagre de maçã, o vinagre branco como remédio para fungos vem, sobretudo, da cultura popular. Aconselha-se o uso diluído, pois em seu estado natural pode ser agressivo para o couro cabeludo.

Ingredientes

  • ¼ de xícara de vinagre (62 ml)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Como fazer?

  • Misture os ingredientes.
  • Depois de lavar bem o cabelo, aplique no couro cabeludo e deixe agir por 5 minutos.
  • Para terminar, lave com bastante água.

6. Gel de aloe vera

A babosa ou aloe vera tem aloína, uma substância que possui efeitos antifúngicos. De fato, essas propriedades foram reconhecidas em um estudo publicado na revista médica Oman Medical Journal.

Ingredientes

  • Gel de aloe vera
Tratar fungos no couro cabeludo

Como usar

  • Passe o gel de aloe vera no couro cabeludo com a ajuda de um pincel, de modo que ele entre em contato direto com o couro cabeludo.
  • Deixe agir por apenas 10 minutos e lave com bastante água.

Leia também : 6 remédios caseiros à base de aloe vera

Conclusão

A presença de fungos no couro cabeludo é um problema que deve ser tratado por um profissional. Embora existam remédios complementares, a melhor maneira de superar essa infecção é seguir o tratamento médico. Além disso, devem ser tomadas medidas preventivas para evitar a sua propagação.

  • Johnston CS, Gaas CA. Vinegar: medicinal uses and antiglycemic effect. MedGenMed. 2006;8(2):61. Published 2006 May 30.
  • Hay RJ. Tinea Capitis: Current Status. Mycopathologia. 2017;182(1-2):87–93. doi:10.1007/s11046-016-0058-8
  • Altmeier, S., & LeibundGut-Landmann, S. (2017). Immunity to fungal infections. In Immunogenetics of Fungal Diseases. https://doi.org/10.1007/978-3-319-50842-9_2
  • Leyva Salas M, Thierry A, Lemaître M, et al. Antifungal Activity of Lactic Acid Bacteria Combinations in Dairy Mimicking Models and Their Potential as Bioprotective Cultures in Pilot Scale Applications. Front Microbiol. 2018;9:1787. Published 2018 Aug 7. doi:10.3389/fmicb.2018.01787
  • DeGaetano, D. H., Kempton, J. B., & Rowe, W. F. (1992). Fungal tunneling of hair from a buried body. Journal of Forensic Sciences. https://doi.org/10.1520/JFS13290J
  • Saniasiaya J, Salim R, Mohamad I, Harun A. Antifungal Effect of Malaysian Aloe vera Leaf Extract on Selected Fungal Species of Pathogenic Otomycosis Species in In Vitro Culture Medium. Oman Med J. 2017;32(1):41–46. doi:10.5001/omj.2017.08
  • Tiña (cabeza o cuero cabelludo) – Síntomas y causas – Mayo Clinic. Mayoclinic.org. 2018. https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/ringworm-scalp/symptoms-causes/syc-20354918