5 hábitos noturnos para aliviar a sensação de cansaço

Além de adaptar o quarto, para conseguir um descanso adequado na hora de dormir, devemos levar em conta outros fatores, como evitar distrações.
5 hábitos noturnos para aliviar a sensação de cansaço

Última atualização: 24 Fevereiro, 2021

A sensação de cansaço pela manhã costuma ser o resultado de uma noite de sono ruim. De fato, quando estamos com dificuldade para dormir o suficiente ou desenvolvemos insônia, um dos primeiros sintomas que percebemos é aquele cansaço que atrapalha nossos dias.

Tirar uma soneca parece uma maneira rápida de diminuir esse sentimento incômodo. Porém, nem sempre é uma atitude conveniente, pois podem afetar o sono noturno e fazer a pessoa repetir o ciclo de um mau descanso. Então, o que podemos fazer nessa situação? Fácil! Melhore seus hábitos antes de ir para a cama.

5 hábitos noturnos para aliviar a sensação de cansaço

A National Sleep Foundation observa que ter hábitos de sono saudáveis ​​pode fazer a diferença na melhoria da nossa qualidade de vida. Esses hábitos, aplicados na rotina noturna, são agrupados no que chamamos de “boa higiene do sono”.

A respeito disso, uma revisão publicada na revista médica Sleep Medicine Reviews, destaca que uma boa higiene do sono ajuda a combater os distúrbios do sono e o cansaço matinal. Além disso, a médio e longo prazo é um fator determinante na prevenção de doenças associadas a um mau descanso. Vamos ver algumas recomendações.

1. Faça refeições leves e equilibradas

Manter uma alimentação adequada é fundamental para combater a sensação de cansaço. Se recebermos todos os nutrientes necessários, é menos provável que tenhamos pouca energia durante o dia. No entanto, se quisermos evitar o desconforto noturno associado à alimentação, devemos fazer um jantar leve.

Um estudo publicado na Advances in Nutrition destaca que alguns alimentos podem promover o descanso, enquanto outros, ao contrário, podem causar dificuldades para dormir. Portanto, você deve tentar jantar duas horas antes de dormir e evitar pratos muito abundantes.

Leia: Descubra como as sementes de abóbora podem te ajudar a dormir melhor

2. Não leve trabalho para cama

Não se trata apenas de não pensar nos problemas quando você vai para a cama. Está mais relacionado com se habituar a usar a cama para dormir e não para outros fins, como comer, trabalhar ou até passar o dia assistindo televisão.

Nos últimos anos, vários estudos mostraram que trabalhar, estudar ou fazer outras tarefas na cama pode provocar problemas de sono e a sensação de cansaço. Isso acontece, principalmente, quando são utilizados dispositivos tecnológicos.

Descubra: Aveia para descansar melhor: 5 motivos para consumi-la antes de dormir

3. Beba água suficiente

Um consumo ideal de água ao longo do dia é essencial para evitar o cansaço. Embora não se deva tomar em quantidades excessivas à noite, é necessário tentar beber água várias vezes durante o dia. As pesquisas mostram que a baixa ingestão de líquidos afeta o desempenho físico e mental.

4. Apoie-se na meditação

Não é necessário passar longas horas meditando. Porém, se quisermos combater a sensação de cansaço e, além disso, dormir bem, podemos praticar durante alguns minutos antes de ir para a cama. Como mostra um estudo publicado em JAMA Internal Medicine, esse tipo de intervenção mostrou ter efeitos positivos contra os problemas de sono e a posterior dificuldade diurna causada.

5. Feche o dia com um banho morno

Os banhos com água morna são relaxantes e ajudam a reduzir a tensão corporal. Por isso, são recomendados durante o período noturno, principalmente quando as dificuldades para descansar começam a se tornar evidentes.

Devemos prestar mais atenção às rotinas noturnas se quisermos reduzir a sensação de cansaço matinal. Às vezes, a falta de uma boa higiene do sono é o que explica tal fadiga e baixo desempenho.

Pode interessar a você...

Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como fazer de seu quarto um ambiente saudável?

É fundamental que evitemos o estresse, mantenhamos uma boa alimentação aliada à prática de exercícios para manter um ambiente saudável.

 



  • Bhaduri, A. (2018). Fatigue. In Springer Series in Materials Science (Vol. 264, pp. 317–371). Springer Verlag. https://doi.org/10.1007/978-981-10-7209-3_8
  • Ament, W., & Verkerke, G. (2009). Exercise and fatigue. Sports Medicine. https://doi.org/10.2165/00007256-200939050-00005
  • Meeusen, R. (2014). Exercise, nutrition and the brain. Sports Medicine44(SUPPL.1). https://doi.org/10.1007/s40279-014-0150-5
  • Popkin, B. M., D’Anci, K. E., & Rosenberg, I. H. (2010). Water, hydration, and health. Nutrition Reviews. Blackwell Publishing Inc. https://doi.org/10.1111/j.1753-4887.2010.00304.x
  • St-Onge MP, Mikic A, Pietrolungo CE. Effects of Diet on Sleep Quality. Adv Nutr. 2016;7(5):938–949. Published 2016 Sep 15. doi:10.3945/an.116.012336
  • Black DS, O’Reilly GA, Olmstead R, Breen EC, Irwin MR. Mindfulness meditation and improvement in sleep quality and daytime impairment among older adults with sleep disturbances: a randomized clinical trial. JAMA Intern Med. 2015;175(4):494–501. doi:10.1001/jamainternmed.2014.8081