Mejor con Salud
 

5 hábitos que alteram a tireoide

A deficiência de iodo pode provocar a alteração da glândula da tireoide, por isso devemos nos assegurar de que estamos consumindo alimentos que o contenha.
5 hábitos que alteram a tireoide

Última atualização: 08 Novembro, 2018

A tireoide é uma glândula vital para o corpo. Além disso, é responsável pela produção de hormônios necessários para o metabolismo.

A falta desses hormônios prejudica o correto funcionamento do corpo, que não queimará as calorias normalmente, gerando um aumento de peso não intencional, que ocorre no hipotireoidismo.

Há também o transtorno oposto ao hipotireoidismo, causado pela produção excessiva de hormônios da tireoide, chamado de hipertireoidismo.

No hipotireoidismo ou tireoide hipoativa, a pessoa afetada tende a ganhar peso, a pele fica ressecada, a frequência cardíaca mais lentar e pode aparecer prisão de ventre. Principalmente, por causa de um metabolismo mais lento e, portanto, ineficiente.

Então, se seu peso está aumentando ou diminuindo sem razão aparente, o ideal é consultar um médico; que recomendará a realização de testes para confirmar um possível transtorno associado com a tireoide.

A falta ou excesso de produção hormonal exigem um tratamento pontual. No caso do hipotireoidismo, a pessoa afetada deverá tomar a medicação pelo resto de sua vida.

Embora as alterações desta glândula sejam geralmente devidas a transtornos autoimunes, congênitos, medicamentosos; é importante saber que existem hábitos de vida que podem afetar o seu funcionamento. E consequentemente afetando também o metabolismo.

Quais seriam estes hábitos que podem afetar a tireoide?

Sedentarismo

Um estilo de vida sedentário pode ser associado com a presença de transtornos hormonais, como no caso do hipotireoidismo.

Essa é mais uma razão importante pela qual o exercício diário é indispensável para um corpo saudável.

E não é somente para ter um corpo esbelto, como também para prevenir muitas doenças ou problemas de saúde.

Cafeína

Cafeina pode alterar a tireoide

É importante notar que nada em excesso é saudável. É aconselhável limitar o consumo excessivo de cafeína, que pode estar relacionado com a ocorrência de irregularidades na tireoide.

Álcool

O consumo exagerado desta bebida afeta geralmente o corpo. Mas já que hoje estamos focando na tireoide, é bom saber que o álcool pode causar o surgimento do hipotireoidismo.

Leia também: Efeitos nocivos do álcool no organismo

Tabagismo

Tabagismo pode afetar a tireoide

Recomenda-se aos fumantes buscar um tratamento no qual ajude a parar com este hábito; já que, além de uma infinidade de doenças causadas pelo tabaco, existe também o risco de danos à saúde por causa do mau funcionamento da tireoide.

Iodo

O iodo é um elemento essencial para o bom funcionamento da tireoide. Portanto, a baixa ingestão de iodo pode causar alterações nesta glândula.

Saiba mais: Iodo na dieta: contribuições e modo de uso

Em quais alimentos podemos encontrá-lo?

Pode ser encontrado em: peixes, frutos do mar, alho, feijão branco, iogurte, queijo, leite de vaca, algas marinhas, laranja, maçã, beterraba, acelga, cebola, abacaxi etc. Por isso, lembrem-se sempre de incluí-los na dieta.

Em caso de dúvida sobre sua correta inclusão, evitando também o abuso deste mineral, o ideal seria consultar um nutricionista para receber orientações sobre uma dieta equilibrada e saudável, sem omitir nem abusar de nenhum nutriente.

Os hábitos que elencamos acima não apenas afetarão a tireoide. A verdade é que o corpo, em geral, é afetado pelos maus hábitos.

O corpo sentirá inevitavelmente as consequências, já que tudo que se faz hoje afeta o amanhã, o dano se acumula e algum transtorno aparece.

Eliminem de suas vidas todo hábito nocivo. Optem pelo natural e saudável. O corpo não é eterno, cuidem dele para gozar da melhor qualidade de vida possível enquanto viverem.

Doenças da tireoide: causas e sintomas

Doenças da tireoide: causas e sintomas

Uma alimentação equilibrada, uma vida saudável e um descanso adequado são os três pilares fundamentais para evitar as doenças da tireoide.



  • Tremblay, M. S., Colley, R. C., Saunders, T. J., Healy, G. N., & Owen, N. (2010). Physiological and health implications of a sedentary lifestyle. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism. https://doi.org/10.1139/H10-079
  • Pai, H. C., & Gong, S. T. (2013). Subclinical thyroid disease. Journal of Internal Medicine of Taiwan. https://doi.org/10.1093/bmb/ldt024
  • de Mejia, E. G., & Ramirez-Mares, M. V. (2014). Impact of caffeine and coffee on our health. Trends in Endocrinology and Metabolism. https://doi.org/10.1016/j.tem.2014.07.003
  • Wiersinga, W. M. (2013). Smoking and thyroid. Clinical Endocrinology. https://doi.org/10.1111/cen.12222
  • Chung, H. R. (2014). Iodine and thyroid function. Annals of Pediatric Endocrinology & Metabolism. https://doi.org/10.6065/apem.2014.19.1.8