Tudo o que você deveria saber sobre o lúpus

· 28 de maio de 2017
O lúpus é uma doença crônica na qual o sistema imune ataca as células saudáveis, e que pode afetar vários órgãos.

No mundo, existe uma infinidade de doenças, umas muito mais preocupantes do que outras e, portanto, mais reconhecidas, perigosas e com quadros sintomatológicos complexos.

No entanto, o mencionado anteriormente chega a perder força na hora de nomear outras doenças. Um exemplo perfeito para descrevê-lo é o lúpus.

Talvez alguma vez você já tenha ouvido por aí ou, por que não, sofra com o problema e ainda assim desconheça sua existência.

O que é o lúpus?

Medicamentos contra o lúpus

É considerada uma das doenças mais perigosas e instáveis alojadas no corpo humano, tudo graças a sua principal característica: é autoimune.

Os sintomas são pouco comuns e, por sua vez, são imprevisíveis, levando em conta o quanto afetam o sistema imunológico.

O lúpus se encarrega de atacar e afetar as células pertencentes ao dito sistema.

O lúpus se encarrega de destruir as defesas corporais, que não são capazes de combater bactérias ou outro tipo de substâncias nocivas para o organismo.

Quer saber mais? Leia: O que acontece com meu organismo quando não consumo água suficiente?

O sistema imune e o lúpus

Com base no anterior, isso se encontra muito conectado. Falemos um pouco sobre o sistema imune e sua importância para o organismo.

  • Ele é formado por órgãos especiais, células, tecidos, proteínas, entre outras coisas.
  • Este conjunto cumpre a função principal de proteger todo o corpo de elementos estranhos.
  • Dentro desses elementos, destacamos as bactérias, os germes e os micro-organismos. E eles se encontram praticamente em qualquer canto pelo qual andamos.

Em resumo, os sistema imunológico é um conjunto de funções pertencentes ao corpo encarregadas de protegê-lo; mas, o que tem a ver com uma doença como o lúpus?

Apesar de não ser uma doença contagiosa, afeta todas as defesas do corpo. Daí sua estreita relação com o sistema em questão. Pouco a pouco, vai atacando as células e tecidos.

Tipos de lúpus

Remédios contra o lúpus

Esta doença se divide em três tipos, que detalharemos a seguir.

1. Lúpus eritematoso sistêmico

Também conhecido como LES (sigla em inglês), esse tipo de lúpus é o mais comum.
Os especialistas o chamam simplesmente de “lúpus”, eliminando o restante do nome.

  • Ele afeta regularmente os sistemas mais importantes, sobretudo os órgãos como o coração, o cérebro e os rins.
  • Seu quadro sintomatológico é bastante variado; em algumas pessoas, chega a ser extremamente severo e, em outras, muito leve.

2. Lúpus discoide ou cutâneo

Assim como diz seu nome, esse tipo de doença afeta sobretudo os tecidos da pele.

Levando em conta que ela cobre 100% do corpo, qualquer parte do mesmo pode ser afetada. No entanto, seus sintomas aparecem no rosto e no couro cabeludo.

Os principais são o aparecimento de erupções cutâneas avermelhadas, ou mudanças na tonalidade da pele.

3. Lúpus secundário a medicamentos

Este tipo de problema de saúde parece-se com o lúpus sistêmico, no entanto, é causado pela rejeição do organismo a certos medicamentos.

Felizmente, a suspensão do tratamento pode ser suficiente para melhorar seus sintomas, já que eles desaparecem imediatamente.

Os sintomas do lúpus secundário tendem a ser menos severos que os do sistêmico.

É possível reconhecer o lúpus?

Caderno escrito com a palavra lupus

A doença é complexa, não apenas para o paciente, como também para os profissionais de saúde.

E, às vezes, é difícil dar um diagnóstico seguro.

Apesar disso, o lúpus oferece alguns sinais que ajudam a identificá-lo.

A seguir, os mais comuns:

  • Dor articular
  • Inflamação articular
  • Inchaço da tireoide
  • Cansaço extremo e sem sentido
  • Queda de cabelos
  • Tristeza e preocupação extrema
  • Afecções no rosto
  • Dor no peito

Visite este artigo: Quais os alimentos que podem causar dor articular

Para levar em conta

O aparecimento desses sintomas é denominado brote, e ele pode aparecer e desaparecer; recomendamos consultar seu médico de confiança.

Essa doença pode se apresentar em qualquer pessoa; sua origem é desconhecida, mas é associada a fatores hereditários.

Apesar de não ter cura, existem muitas formas de tratar o lúpus; para isso, devemos consultar um especialista.

Assistir a palestras com outros pacientes pode contribuir para nos sentirmos melhor durante o tratamento.

Imagem principal: cortesia de © wikiHow.com