Por que aparecem fios brancos?

15 Fevereiro, 2020
Se aparecem fios brancos é porque foram iniciados processos físicos e químicos nos quais o cabelo perde seu pigmento natural. No entanto, atualmente existem várias pesquisas que podem chegar a reverter esse processo nos próximos anos.
 

O tema dos fios brancos tem muito mais impacto na estética do que na biologia. Dessa maneira, muitas pessoas ficam com medo quando veem que os primeiros fios brancos saem e buscam qualquer meio para ocultá-los. Outros, por outro lado, pintam os fios antes de que façam sua aparição.

A saber, a chance de ter cabelo grisalho aumenta entre 10 a 20% para cada década de vida, a partir dos 30 anos. No entanto, existem pessoas mais jovens que possuem fios brancos muito antes dessa idade. O que há por trás disso? Veja a seguir.

O aparecimento dos fios brancos

Moça checando a presença de fios brancos

Os fios brancos são fios que, no geral, aparecem progressivamente com a idade. No entanto, deve-se esclarecer que, antes do nascimento, no começo da vida, todos temos cabelo branco. Durante o processo de formação, esse adquire outras tonalidades graças a uma substância chamada melanina.

Existem dois tipos de melanina: a eumelanina, que dá a cor ao cabelo escuro; e a feomelanina, que dá a cor ao cabelo claro. Às vezes, ambas se combinam e dão origem a outros tons de cabelo como o castanho, o ruivo, etc. A melanina se forma nas células chamadas melanócitos, cuja função é a de produzir pigmento para dar cor ao cabelo.

 

Quando aparecem os fios brancos, significa que os melanócitos já não estão produzindo pigmento. Isso pode acontecer em qualquer idade, mas é muito difícil que aconteça com pessoas com menos de 20 anos. Porém, caso ocorra antes dos 30 anos, fala-se em “grisalho prematuro”. Se ocorre depois dos 30 anos, fala-se em “grisalho fisiológico”.

Talvez te interesse: As melhores vitaminas para mulheres de qualquer idade

Por que aparecem fios brancos?

Muito se fala sobre as razões do aparecimento de fios brancos. Contudo, a ciência somente conseguiu precisar duas causas plenamente comprovadas. Essas são:

  • A genética: ainda que não se tenha identificado os genes responsáveis pelo processo, sim se sabe que a genética tem um papel decisivo. Entre outras coisas, determina a idade na qual os fios sairão. Ademais, existem mais casos de esbranquiçamento prematuro entre os caucasianos e os asiáticos.
  • As doenças: doenças como o vitiligo fazem com que se perca o pigmento que dá cor ao cabelo. A chamada ‘anemia perniciosa’, a falta de vitamina B12, o hipotireoidismo, assim como a síndrome de Werner têm um efeito similar.

Além disso, foi sugerido que existem outros fatores que favorecem ou aceleram o processo de esbranquiçamento dos fios. Não está plenamente provado, mas há indícios de sua influência. Esses são:

  • O estresse: a alteração do metabolismo e dos hormônios provocada pelo estresse, pode ter alguma incidência na produção de melanina. Ademais, as pessoas que passam por situações difíceis, de maneira repetida, costumam ter cabelo grisalho mais rapidamente.
 
  • Alimentação desbalanceada: foi-se sugerido que o baixo consumo de antioxidantes, bem como de vitaminas e minerais incide no aparecimento de fios brancos.
  • As toxinas: alguns pensam que o tabagismo e a ingestão de álcool e outras drogas precipitam o aparecimento de fios brancos. No entanto, não há evidência sólidas de que seja verdade.

Descubra: Cabelos brancos? Causas e remédios naturais

Dados novos

Homem com cabelo branco

Um grupo de cientistas alemães realizou uma pesquisa na qual foi concluído que a baixa produção de melanina obedece a uma presença excessiva de peróxido de hidrogênio nas células capilares. Dessa forma, a maneira de evitá-lo é consumindo alimentos ricos em catalase, como abacate, alho-poró, cebola, fígado de boi, etc.

Por outro lado, o professor Desmond Tobin, da Universidade de Bradford (Reino Unido), concluiu que no folículo da raiz do fio existe uma espécie de ‘relógio biológico’. Esse determina o momento no qual os melanócitos deixam de fabricar o pigmento para o cabelo. A novidade é que existem evidências de que esse processo pode ser revertido.

Entretanto, um estudo realizado pela Universidade do Cairo (Egito), o qual foi dirigido pela professora Irini Samuel, indicou que, no caso dos homens, existe uma conexão entre o processo de esbranquiçamento e o risco coronário. Um nível de fios brancos elevado, em idades precoces, seria um sinal desse risco.

 
  • Castaño, C., Lorente, C., Martins-Froment, N., Olivero, E., & Thomas, A. (2014). Degradación de hormona estimulante de melancitos fotosensibilizada por pterina. Investigación Joven, 1(2).
  • Montaudié, H., Bertolotto, C., Ballotti, R., & Passeron, T. (2014). Fisiología del sistema pigmentario. Melanogénesis. EMC – Dermatología. https://doi.org/10.1016/s1761-2896(14)66800-x
  • Buendía, Agustín Mazuecos, J. C. F. (2018). Anatomía y fisiología de la piel. Manual de Dermatología.