Como detectar o câncer de cólon a tempo?

· 21 de agosto de 2014
Os sintomas do câncer de cólon podem ser confundidos com os de outras doenças digestivas, por isso é fundamental consultar um especialista assim que sentirmos os primeiros incômodos.

O câncer de cólon é um dos tipos de câncer mais diagnosticados em todo o mundo. Trata-se de um câncer que se desenvolve na parte inferior do sistema digestivo, chamada cólon ou reto geralmente em um período de 10 a 15 anos.

Inicia-se com um pequeno avultamento no tecido que cobre o cólon e que com o tempo se torna cancerígeno.

Inicialmente, este tipo de câncer é silencioso e não apresenta um sintoma concreto que coloque a pessoa em alerta. Por isso o paciente corre riscos, já que talvez quando saiba de sua condição seja muito tarde.

Por isso, é muito importante fazer de vez em quando um checkup médico e verificar se tudo está bem. Deve-se, ainda, estar alerta no caso em que as fezes sofram alguma mudança. Isso pode ser um primeiro sinal desta terrível doença.

Sintomas de alerta de câncer de cólon

Uma das grandes desvantagens do câncer de cólon é que não apresenta um sintoma específico nas primeiras etapas. Assim, qualquer pequeno sinal pode ser confundido com outro tipo de doença mais comum do sistema digestivo.

Por isso, é importante procurar um médico e/ou especialista em caso de qualquer incômodo digestivo ou de presentar sangue ou cores diferentes nas fezes.

Em seguida, vamos mostrar outros sintomas de alerta que você deve levar em conta para detectar a tempo o câncer de cólon:

  • Sangramento no reto no ato de defecar com manchas de sangue e/ou com uma cor muito escura.
  • Mudanças dos hábitos intestinais como seu funcionamento normal para digerir.
  • Dor na parte baixa do estômago.
  • Diarreia, prisão de ventre ou sensação de que os intestinos não evacuam por completo.
  • Material fecal muito grosso ou menos líquido que o normal.
  • Fortes cólicas abdominais, inchaço, sensação de estar muito cheio e com gases.
  • Quadros agudos de obstrução intestinal.
  • Anemia crônica devido à deficiência de ferro pelas hemorragias ocultas e constantes nas fezes.
  • Cansaço e fadiga constantes.
  • Perda de apetite e emagrecimento.
  • Febre e mal-estar geral.

Como prevenir o câncer de cólon?

Colon-500x325

Prevenir o câncer de cólon é possível e cada um de nós é responsável por isso. Assim, existem diferentes formas de prevenção desta doença e para isso devemos saber o quanto estamos expostos a desenvolvê-la.

Genética

Uma das formas de prevenção deste câncer é considerar os antecedentes genéticos. Por isso, saber se alguém próximo a nós teve esse problema é vital para detectar um possível câncer de cólon a tempo. Assim, quanto mais rápido se identifica mais possibilidade de encontrar um tratamento que o cure.

Consulta

Ao sentir que apresentamos alguns sintomas do câncer de cólon é importante procurar um médico especialista que fará os exames necessários e se possível uma colonoscopia.

Além disso, se você tem mais de 50 anos tem maior risco de desenvolver um câncer de cólon, deve fazer checkups médicos com mais frequência do que uma pessoa com menos idade.

Cortar álcool e cigarro

Suspenda o consumo de álcool e cigarro. Estes maus hábitos são grandes causadores de câncer de cólon, segundo informa um estudo realizado pela organização mundial para a pesquisa do câncer (World Cancer Research Fund).

Alimentação

Cuidar da alimentação é outra das formas de prevenir este tipo de câncer, e de outros tipos também. A alimentação tem muita relação com o desenvolvimento ou cura da doença. No caso do câncer de cólon, recomenda-se evitar as carnes vermelhas e optar por peixes e frango.

Além disso, também é recomendado consumir cereais integrais, legumes, farinhas integrais, frutos secos, hortaliças e alimentos ricos em cálcio como o leite (de preferência os vegetais).

Por fim, é bom consumir alimentos ricos em vitamina D e minerais.

Beber água

Tomar água é muito bom para a saúde e ao organismo em geral. Tomar bastante água diariamente também é ideal para prevenir o câncer.

Reduzir doces

Reduzir o consumo de doces e açúcares, principalmente se são refinados. Como opção você pode adoçar com mel ou açúcar mascavo.

Sedentarismo

Evite cair no sedentarismo, posto que as pessoas obesas tendem a desenvolver com mais facilidade o câncer de cólon e outros tipos de doenças.

Por fim, opte por hábitos saudáveis como o exercício físico, separe ao menos 30 minutos, 4 vezes por semana para praticar algum tipo de esporte. Essa é uma boa forma de prevenir o câncer e manter a boa saúde do organismo em geral. 

  • Guerra, M. R., Gallo, C. D. M., Mendonça, G. A., & Silva, G. A. (2005). Risco de câncer no Brasil: tendências e estudos epidemiológicos mais recentes. Rev bras cancerol, 51(3), 227-34.
  • Garófolo, A., Avesani, C. M., Camargo, K. G., Barros, M. E., Silva, S. R. J., Taddei, J. A. D. A. C., & Sigulem, D. M. (2004). Dieta e câncer: um enfoque epidemiológico. Revista de Nutrição.
  • Nicolussi, A. C., & Sawada, N. O. (2010). Fatores que influenciam a qualidade de vida de pacientes com câncer de cólon e reto. Acta Paulista de Enfermagem, 23(1), 125-130.
  • Denipote, F. G., Trindade, E. B. S. D. M., & Burini, R. C. (2010). Probióticos e prebióticos na atenção primária ao câncer de cólon. Arquivos de Gastroenterologia, 93-98.
  • Denipote, F. G., Trindade, E. B. S. D. M., & Burini, R. C. (2010). Probiotics and prebiotics in primary care for colon cancer. Arquivos de gastroenterologia, 47(1), 93-98.