9 remédios naturais contra o mau cheiro vaginal que você deve evitar

8 de novembro de 2019
A seguir, alguns dos remédios que você deve evitar e por quê.

Quer saber como combater o mau cheiro vaginal? A vagina tem um ambiente úmido, rico em flora e fluidos que produzem umidade e secreções.

Assim como todas as partes do corpo têm um cheiro característico, como a boca e os pés, a vagina tem seu próprio cheiro. No entanto, quando ele é excessivamente desagradável, pode ser um indicativo de que algo não está bem. O mau odor vaginal pode ter sua origem em uma infecção.

O crescimento excessivo de leveduras (fungos) ou bactérias vaginais, ou infecções como vaginose bacteriana (VB) e candidíase podem alterar as características do corrimento vaginal e, portanto, causar um cheiro ruim. Esta é uma situação desagradável para aquelas mulheres que sofrem com isso.

Causas do mau cheiro vaginal

combater o mau cheiro vaginal

O mau cheiro vaginal é causado por uma alteração no pH da área, devido à falta ou excesso de bactérias ali alojadas. Quando há um aumento excessivo das bactérias responsáveis pela regulação do pH na vagina, ocorre um fluxo cinza ou amarelo, muito espesso, que se decompõe rapidamente e tem um cheiro desagradável.

Quais remédios caseiros você deve evitar

Existem muitos remédios caseiros, preparados a partir de ingredientes naturais, cuja utilização não é recomendada sem consulta prévia ao médico. E, embora seja verdade que muitos medicamentos possuem uma certa porcentagem de ingredientes naturais, sua fórmula é especialmente projetada para fornecer uma solução eficaz e com a menor quantidade possível de efeitos colaterais.

E, embora pareçam inofensivos, muitos remédios naturais, aplicados em uma área tão delicada quanto a vagina, podem não apenas ser contraproducentes no tratamento, por exemplo, do mau cheiro vaginal, mas também aumentar o desconforto. É o caso de banhos com óleo de árvore do chá.

Um excesso de umidade prejudica a saúde vaginal, especialmente em caso de infecção, e, portanto, um banho não é uma medida conveniente. E embora o óleo da árvore do chá seja famoso por suas propriedades anti-sépticas, ele não pode ser usado de forma alguma ou em qualquer parte do corpo.

Alguns dos remédios tópicos mais populares que você deve evitar são:

  • Alho
  • Alumbre
  • Iogurte
  • Leite e açafrão
  • Folhas de goiaba
  • Vinagre de maçã
  • Óleo da árvore do chá
  • Bicarbonato de sódio
  • Groselha indiana

É necessário ter em mente que, embora sejam produtos de origem natural e não contenham produtos químicos, estes não são totalmente inofensivos; isso significa que mesmo a folha de uma planta pode ter vários efeitos, mesmo que não sejam notados no momento. Antes de mais nada, você deve ser cauteloso e não se deixar levar pela moda de que “porque é natural, não faz mal”.

Como prevenir e combater o mau cheiro vaginal

  • Beba bastante água.
  • Cuide da higiene ao fazer sexo.
  • Inclua mais alimentos com vitamina C em sua dieta.
  • Durante a menstruação, troque os absorventes frequentemente.
  • Evite usar roupas íntimas apertadas ou feitas de materiais sintéticos que evitam a transpiração. Além disso, lave e seque bem as roupas íntimas antes de usá-las.
  • Use um sabão neutro e sem perfume para lavar a área genital do lado de fora. Evite ensaboar a parte interna, assim como as duchas vaginais.
  • Evite depilar os pelos pubianos, pois isso aumenta o risco de contrair várias infecções. Também é necessário evitar o extremo oposto, ou seja, manter os pelos pubianos excessivamente longos.

Leve em conta

O odor vaginal é um incômodo que causa desconforto e até insegurança nas mulheres. Portanto, é necessária uma solução rápida e eficaz, mas, acima de tudo, sensível.

Nesse sentido, devemos procurar o aconselhamento do médico e evitar a todo custo os remédios “caseiros” que, em suma, não tenham um efeito favorável ou até significativo, comprovado cientificamente.

O remédio natural mais popular (e menos adequado) é a aplicação de iogurte diretamente na vagina, a fim de “restaurar a flora da região”. No entanto, a ciência revelou que este produto não implica nenhum benefício à saúde quando usado dessa maneira. Em vez disso, comer iogurte (com uma dieta equilibrada) pode ajudar a equilibrar o pH.

Se o odor vaginal for acompanhado por sintomas persistentes e de alta intensidade, como: queimação, coceira, irritação, inflamação, entre outros, é melhor consultar o ginecologista para uma avaliação física.