5 razões pelas quais o Magnésio melhora as capacidades do cérebro

· 22 de abril de 2018
Um adequado aporte de magnésio através da dieta pode nos ajudar a controlar o estresse, já que reduz a produção de cortisol, e a nos sentir mais concentrados

O magnésio é um nutriente vital do qual quase todo mundo fala, esse mineral multipropósito que parece ser a chave de nosso bem-estar.

Não é nenhum exagero, posto que o magnésio tem uma importância indispensável em grande parte das reações bioquímicas do corpo humano, até o ponto de que graças a ele são realizados até 300 processos enzimáticos, incluindo algo essencial: a produção de energia.

Agora, e se disséssemos que este mineral é chave também para nosso bem-estar psicológico?

Este é, sem dúvidas, um dado interessante que não é demais destacar: os pacientes com depressão, por exemplo, se beneficiam de forma notável dos componentes à base de magnésio.

Também quem sofre de transtornos de ansiedade, distimias, convulsões, ataxias ou episódios de psicose viram como sua qualidade de vida melhora até o ponto de aumentar as chances de recuperação.

Hoje em nosso artigo queremos explicar como o magnésio é capaz de melhorar nossa saúde mental aumentando inclusive nosso bem-estar e capacidades cerebrais.

1. O magnésio melhora nossa memória

Chave das memórias

Algo que lemos com muita frequência é que quase metade da população dos países industrializados não consome as doses básicas e essenciais de magnésio.

  • Este déficit tem seu impacto principalmente quando chegamos a certa idade. Nesta etapa muitas de nossas funções cognitivas começam a se tornar menos ágeis.
  • Algo interessante que é bom lembrar é que o magnésio potencia as sinapses que se localizam no hipocampo, a estrutura cerebral que nos ajuda a reter lembranças de longo prazo.
  • Este mineral também cumpre uma função indispensável no córtex pré-frontal.
  • Graças ao magnésio o cérebro pode recuperar estas lembranças catalogadas como de curto prazo (como onde deixamos as chaves, desligar o forno, comprar uma coisa importante…).

O magnésio, além disso, fortalece as terminações nervosas sinápticas encarregadas de transmitir e consolidar as informações, as lembranças, os dados…

Descubra 6 soluções naturais para melhorar a memória

2. O magnésio melhora nossa aprendizagem

Muitos de nós podemos pensar que a capacidade para aprender se perde com o tempo.

Fica claro que o potencial de aprendizado não é igual em uma criança de 3 anos e em uma pessoa de 70. No entanto, devemos ver o cérebro como o que é realmente: um órgão com uma incrível capacidade.

  • Sua plasticidade, suas possibilidades para estabelecer novas conexões não terminam nunca, ou seja, se o exercitarmos e cuidarmos como um músculo, nos garantirá chegar a idades avançadas em bom estado.
  • Uma forma de conseguir é consumindo complementos de magnésio.
  • Graças a este mineral facilitamos a comunicação entre as células nervosas, melhoramos nossa memória, nosso humor e nos torna muito mais receptivos a informações novas.

3. Permite reduzir o estresse

A falta de magnésio pode provocar dor de cabeça

Quando sofremos estresse nosso corpo apresenta um excesso de cortisol no sangue.

Este excesso de cortisol danifica uma estrutura cerebral muito importante: o hipocampo.

Este dano faz com que tenhamos falhas de memória, que nos custe concentrar e que nossas emoções negativas se intensifiquem.

Agora, é interessante saber que o magnésio age também sobre nossos hormônios até o ponto de reduzir o cortisol e controlar a resposta ao estresse.

Logo, o magnésio pode agir como barreira hematoencefálica, ou seja, impede a entrada de hormônios de estresse no cérebro. Algo fabuloso, sem dúvidas.

4. O magnésio pode prevenir o Alzheimer

O magnésio por si só não evitará que uma pessoa desenvolva, em um certo momento, a doença de Alzheimer.

  • No entanto, pode agir como protetor reduzindo as chances de seu desenvolvimento.
  • O que faz este mineral é, por exemplo, evitar o acúmulo de placa amiloide na região do hipocampo do cérebro.
  • Também reduz a presença desta placa no córtex pré-frontal.

Dados, sem dúvidas, interessantes que nos convidam a melhorar nossa alimentação para cobrir os possíveis déficits associados a este mineral.

5. O magnésio reduz a ansiedade e nos permite estar mais concentrados

Magnésio em pó

Todos passamos por épocas nas quais a mente parece ir mais rápido que o próprio presente, sentimo-nos acelerados e qualquer estímulo, qualquer evento “estoura” sobre nós nos fazendo perder o controle.

  • Tudo nos ultrapassa, experimentamos nervosismo, insônia e um grande esgotamento.
  • Não podemos nos esquecer de que o magnésio é o ingrediente mais importante de nossas células, porque age como “combustível” para que qualquer processo biológico seja realizado.
  • O órgão que mais energia precisa é o cérebro, logo precisa de altas doses de magnésio.
  • Para melhorar nosso estado caso estamos sofrendo uma época intensa de ansiedade, nada melhor que seguir a “dieta do magnésio”.
  • Ou seja, devemos consumir alimentos ricos neste mineral e consultar nosso médico sobre a conveniência ou não de tomar suplementos e as doses recomendadas.

Pouco a pouco, e ao final de algumas semanas, notaremos como melhoram nossos nervos, reduz-se a tensão muscular e nos sentimos muito mais concentrados.

Foque-se em melhorar a alimentação e em lembrar que o magnésio é um mineral primordial para o ser humano, e chave para a condução elétrica de cada célula no corpo.

Uma deficiência de magnésio pode estar por trás de mais de uma das doenças que podemos sofrer neste mesmo momento.