3 erros de combinação de alimentos que reduzem suas propriedades pela metade

Ainda que geralmente não levemos em conta, existem determinados alimentos cuja combinação pode ser prejudicial e deve ser evitada, já que impede uma absorção adequada dos nutrientes essenciais.

Às vezes misturar certos alimentos não é uma boa ideia, e estas combinações demonstram isso.

O que acontece é que nem todos os microelementos saudáveis e vitaminas funcionam bem juntos. De fato, em algumas ocasiões podem inclusive bloquear a absorção de um ou de outro.

Com o objetivo de minimizar a possibilidade de que aconteçam estas combinações indesejadas, a melhor solução será elaborar pratos saudáveis que não combinem mais que cinco elementos.

Hoje, em nosso artigo, lhe contaremos quais funcionam bem juntos.

1. Alimentos que contêm ferro

Carne

O ferro é um microelemento capaz de aumentar a imunidade, proporcionar energia, e pode ser um grande aliado contra o estresse e a depressão. Além disso, é fundamental para o desenvolvimento correto das crianças.

Podemos encontrar ferro em alimentos como:

  • Carne vermelha;
  • Fígado;
  • Aveia;
  • Ervilhas;
  • Lentilhas

Com o que consumir

Estes ingredientes se encaixam perfeitamente com os alimentos ricos em vitamina C, já que esta favorece a absorção do ferro. Assim, não tenha dúvidas em combiná-los com:

  • Cítricos
  • Pimentões vermelhos
  • Repolho

Com o que não consumir

  • Para não reduzir a absorção deste mineral é conveniente não misturar os alimentos ricos em ferro com produtos prontos.
  • Além disso, bebidas como chá, café e cacau também podem ter este efeito adverso relacionado à uma possível absorção do ferro devido aos seus compostos fenólicos.
  • O mesmo ocorre com pães e massas ricas em fibras. Devido ao seu fornecimento de fitatos, impedem que assimilemos o ferro tal como deveria acontecer.

Veja também: Fontes de ferro para evitar o cansaço e a dor de cabeça

2. Alimentos que contêm zinco

Fontes de zinco

Dentre os alimentos ricos em zinco podemos encontrar:

  • Sementes de abóbora
  • Nozes
  • Pinhões
  • Amendoim
  • Trigo germinado
  • Fígado
  • Feijão

Graças a este mineral é possível aumentar a imunidade do seu sistema e obter energia extra. Também é ideal para:

  • Melhorar a memória.
  • Fortalecer ossos, cabelo e unhas.
  • Prevenir problemas como a diabetes e a artrite.

Com o que consumir

Os produtos com alto conteúdo de zinco devem ser consumidos com aqueles que são ricos em manganês, como:

  • Framboesas
  • Uvas
  • Morangos e mirtilos

Eles também funcionam bem com vegetais como:

  • Beterraba
  • Vagem
  • Alho
  • Cenoura
  • Cebola
  • Espinafre

Com o que não consumir

  • É melhor não misturar este tipo de alimentos com os laticínios. O que acontece é que o cálcio impede a completa absorção do zinco.
  • Além disso, devemos evitar também os produtos com compostos fenólicos como chás, café e cacau, e os ricos em fibras.

3. Alimentos que contêm cálcio

Fontes de cálcio

O cálcio pode ser encontrado principalmente nos laticínios como o leite, iogurtes, queijos, requeijão, etc…

Trata-se de um composto que se encarrega de fortalecer a saúde dos nosso ossos e dentes.

Também contribui para um bom funcionamento de nossos músculos, assim como dos sistemas nervoso e cardiovascular.

Com o que consumir

Trata-se de um alimento perfeito para misturar com outros ricos em potássio, como o damasco seco, ou as uvas passas. Neste caso, o potássio favorece a absorção do cálcio.

Dentre os alimentos que podemos combinar com outros ricos em cálcio, e que não influenciam negativamente em sua absorção, encontramos:

  • Cenoura
  • Abóbora
  • Beterraba
  • Repolho
  • Rabanetes

Com o que não consumir

Os produtos ricos em cálcio não devem jamais ser misturados com produtos assados, como o pão branco, nem com os alimentos processados como os de fabricação industrial.

O motivo é que os carboidratos simples impedem a absorção do cálcio.

  • Também não é recomendável consumir produtos ricos em cálcio junto de outros que apresentem alto teor de açúcar.

Neste caso, isso se deve ao fato de que o aparelho digestivo precisa de muito cálcio para digerir este tipo de alimentos, o que pode provocar a deficiência deste mineral.

  • Os produtos ricos em zinco também não são os melhores para acompanhar os laticínios, já que reduzem a eficiência do cálcio.

Recomendação

A vitamina D é imprescindível para assimilar o cálcio. Por isso, não hesite em tentar acompanhar sempre os laticínios com outros alimentos que sejam riscos nesta vitamina. Procure consumir:

  • Salmão
  • Bacalhau
  • Fígado
  • Ovos
Recomendados para você