Salsaparrilha para tratar a psoríase

À infusão de salsaparrilha são atribuídas propriedades anti-inflamatórias que podem ser úteis para aliviar o desconforto causado pela psoríase.
Salsaparrilha para tratar a psoríase

Última atualização: 18 Dezembro, 2020

A salsaparrilha é uma planta que já foi alvo de vários estudos, dado o potencial medicinal que lhe é atribuído. De fato, segundo a sabedoria popular e a medicina alternativa, essa planta poderia até ser útil para complementar o tratamento de doenças de pele como a psoríase, por exemplo.

A psoríase é uma doença cuja causa exata é desconhecida. Segundo a Dra. Shinjita Das, “é possível que apareça devido a um problema do sistema imunológico” e pela predisposição genética para apresentá-la.

É caracterizada por manchas vermelhas (que parecem uma espécie de erupções) na pele. As placas causam muito desconforto aos pacientes e, portanto, devem receber tratamento médico adequado.

“Muitos dos tratamentos contra a psoríase são complexos e precisam de diversos medicamentos, que devem ser aplicados pelo paciente de forma sistêmica e repetida várias vezes ao dia”, afirma o Dr. José Antonio Lozano.

O que é a salsaparrilha?

Chá de salsaparrilha

A salsaparrilha (Smilax aspera) é um arbusto nativo da Ásia, África e Europa. Caracteriza-se por ter caules finos e espinhosos que conseguem atingir 2 metros de comprimento. Há anos é utilizada para diversos fins medicinais, já que lhe são atribuídas propriedades anti-inflamatórias, diuréticas e diaforéticas.

Em linhas gerais, diz-se que os produtos feitos com raiz de salsaparrilha (chás, cápsulas naturais, comprimidos) promovem a circulação, purificam o organismo, ajudam a combater a retenção de líquidos, etc.

De acordo com dados publicados na Comunidade online de quem sofre de psoríase, nenhuma reação adversa ou contraindicação foi documentada. No entanto, em doses muito altas, a planta pode causar problemas como irritação gastrointestinal e um aumento temporário da diurese. Portanto, é sempre recomendável consumir com prudência e evitar a ingestão excessiva.

De acordo com a medicina alternativa, a raiz de salsaparrilha pode ser usada como adjuvante no tratamento contra a psoríase.

Um remédio para a psoríase?

Da mesma forma, na referida Comunidade é indicado que “a salsaparrilha tem sido usada como um remédio natural ou popular para doenças da pele como psoríase, eczema, coceira, erupção cutânea e tratamento de feridas" com efeitos positivos.

Os fitoterapeutas apontam que a Comissão Europeia desaconselha a sua administração, por considerar que não existem evidências suficientes para indicar a eficácia das suas propriedades terapêuticas.

É interessante saber que o artigo La zarzaparrilla y el análisis de la materia médica en el siglo XIX mexicano (A salsaparrilha e a análise da matéria médica no século XIX mexicano, em tradução livre) indica que “no século XIX a salsaparrilha também entrou no mercado das especialidades farmacêuticas e de patentes". Isso indica que em diferentes áreas do mundo a planta foi estudada em muitas ocasiões para diferentes fins.

Hoje em dia é possível que várias investigações sobre as aplicações farmacológicas da salsaparrilha estejam sendo realizadas. Isso pode ajudar a aprender mais sobre o potencial da planta e as melhores maneiras de aproveitá-la.

Infusão de salsaparrilha com óleo de alho

Embora não esteja provado que esse remédio seja eficaz, há pacientes com psoríase que o incluem em sua dieta de maneira pontual para obter alívio.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • 1 xícara de óleo de alho (200 g)
  • 2 colheres de chá de raiz de salsaparrilha (10 g)

O que deve fazer?

  • Ferva a água em um recipiente. Uma vez atingido seu ponto de ebulição, adicione a raiz da salsaparrilha e deixe descansar por 15 minutos.
  • Misture a infusão de salsaparrilha com o óleo de alho em um recipiente com tampa, para guardar a mistura.
  • Deixe a mistura esfriar e, com a ajuda de um algodão, aplique delicadamente sobre a área afetada da pele.

Recomendações

Caso você recorra à raiz da salsaparrilha para preparar seu remédio caseiro, será preciso ter muito cuidado: existe uma planta chamada nogueira-preta que se parece com a salsaparrilha, a grande diferença é que essa planta é venenosa.

Lembre-se de que o uso excessivo de qualquer planta para propósitos medicinais pode ter repercussões ou alterações em outros órgãos além daqueles que ela está tratando. Portanto, mantenha um consumo moderado desse remédio e, caso tenha dúvidas, consulte sempre o seu médico.

Comentários finais

Se o desconforto da psoríase persistir, lembre-se de consultar um dermatologista, pois pode ser uma condição mais grave.

Você deve ter em mente que o cuidado da pele é importante. Portanto, recomendamos o uso de cremes que hidratem e protetor solar. Devemos ter em mente que a radiação solar é considerada um fator de risco que pode levar ao aparecimento de outras doenças.

Pode interessar a você...
5 remédios caseiros para a psoríase no couro cabeludo
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
5 remédios caseiros para a psoríase no couro cabeludo

Embora seja uma doença crônica existem certos tratamentos que podem nos ajudar a melhorar a psoríase no couro cabeludo, e controlar seus sintomas naturalmente



  • Amira, S., Dade, M., Schinella, G., & Ríos, J. L. (2012). Anti-inflammatory, anti-oxidant, and apoptotic activities of four plant species used in folk medicine in the Mediterranean basin. Pakistan Journal of Pharmaceutical Sciences.
  • Demo, A., Petrakis, C., Kefalas, P., & Boskou, D. (1998). Nutrient antioxidants in some herbs and Mediterranean plant leaves. Food Research International31(5), 351–354.
  • Langley, R. G. B., Krueger, G. G., & Griffiths, C. E. M. (2005). Psoriasis: Epidemiology, clinical features, and quality of life. In Annals of the Rheumatic Diseases.