3 esfoliantes caseiros para tirar os cravos

28 Novembro, 2019
Para eliminar cravos e outras imperfeições da pele, é essencial seguir as instruções do dermatologista, caso contrário, você poderá piorar o problema.
 

O uso de esfoliantes caseiros tem se tornado muito popular, dada a facilidade de preparação e aplicação. Alguns são feitos de ingredientes que não são muito agressivos para a pele, como mel e aveia, mas outros são compostos de ingredientes potencialmente prejudiciais.

Portanto, nem todos os esfoliantes caseiros recomendados são benéficos. Mesmo quando são feitos com ingredientes naturais e simples.

Para eliminar cravos e outras imperfeições, antes de tudo, é essencial seguir as instruções de um dermatologista.

Os cravos, um tipo de imperfeição comum

Os cravos aparecem quando a gordura vai se acumulando em cavidades que pouco a pouco vão endurecendo e fecham o poro. A parte que está exposta ao ar se oxida e adquire um tom preto, que é o que conseguimos enxergar.

Todos, em algum momento de nossas vidas, tivemos ou teremos cravos, mas não é preciso se preocupar. O que se deve fazer é compensar seus efeitos.

Em específico, pessoas que têm poros muito grandes, assim como uma pele muito gordurosa no rosto têm maior tendência a apresentar problemas com os cravos.

Além disso, quanto mais velhos ficamos, mais nossa pele se torna propensa a certas doenças. E, nesse sentido, ter esses pequenos acúmulos de sujeira pode piorar a situação. Portanto, é crucial usar um método de limpeza específico, conforme orientação do dermatologista, com produtos adequados.

Esfoliantes caseiros não recomendados

Esfoliantes caseiros que não devem ser usados, sob nenhuma circunstância, são todos os que contêm:

 
  • Água oxigenada.
  • Bicarbonato de sódio
  • Vinagre de maçã.
  • Suco de limão (ou outras frutas cítricas).

A aplicação de qualquer um desses elementos sobre a pele pode ser prejudicial, pois não apenas secaria excessivamente, como também irritaria e causaria o aparecimento de mais imperfeições. Portanto, evite-os!

Nem todas as peles são iguais ou têm as mesmas necessidades de cuidado. Portanto, nem todo mundo precisa esfoliar a pele com a mesma frequência ou com o mesmo tipo de produto. Por isso, é importante seguir as recomendações do profissional.

Deborah García Bello, química e cientista popular, enfatiza a derrubada de mitos sobre cosméticos, pois isso ajudará a escolher os melhores para nossos cuidados pessoais diários.

Uma solução caseira: toalhas de papel e claras de ovo

Toalhas de papel e claras de ovo para tirar cravos

Para eliminar os cravos da maneira caseira, existe quem recomende recorrer a duas coisas: claras de ovos e papel toalha. Siga estas etapas:

  • Em primeiro lugar, lave seu rosto com sabonete neutro e água morna. Os vapores de água ajudarão a abrir os poros, o que permitirá que você prossiga facilmente com a remoção dos cravos.
 
  • Aplique a clara de ovo por todo o rosto fazendo massagens circulares ou se concentre nas regiões de onde deseja tirar os cravos.
  • A seguir, coloque com cuidado uma toalha de papel sobre seu rosto e aplique outra camada de clara de ovo sobre a toalha de papel, assim ficará empapada.
  • Espere até que seque e, então, retire o papel toalha do rosto.
  • Aguarde alguns minutos até que seque completamente e remova com cuidado. Você verá como alguns cravos saem.

Esclarecimentos Finais

Apertar a pele em casa não é recomendado para combater imperfeições, como os cravos. Portanto, é recomendável que você procure um dermatologista para realizar uma limpeza profissional, conforme apropriado.

Ao consultar seu dermatologista, tire todas as suas dúvidas para poder realizar uma boa rotina de cuidados. Você verá que, com o tempo e com constância, sua pele ficará mais limpa e saudável.

 
  • Maria Josiene Farias Cruz, Discente do Curso de Farmácia, (FAMETRO)., Suzana Barbosa Bezerra, Docente do Curso de Farmácia, & (FAMETRO). (2017). Obtenção do óleo essencial de Ocimum gratissimum L para desenvolvimento de cosmético de limpeza facial. Revista Diálogos Acadêmicos.
  • Priscila, D., & Mejia, M. (2010). Peelings químicos no rejuvenescimento facial. Pós-Graduação Em Fisioterapia Dermato-Funcional – Faculdade Cambury Resumo. https://doi.org/10.1385/159259185X