Quando deixamos de praticar exercícios nosso cérebro muda

17 de novembro de 2017
Se deixarmos de praticar exercício e nos entregarmos ao sedentarismo estaremos prejudicando todas as áreas cerebrais que se encarregam da memória, além de ser negativo fisicamente

Muitos são os trabalhos que nos obrigam a ficar sentados por muitas horas, sem se mover.

No entanto, quando deixamos de praticar exercícios em nosso tempo livre, já estamos levando o sedentarismo muito longe.

Nosso corpo precisa se mover e se exercitar. Não é natural que fique quieto. Logo, muitos especialistas recomendam praticar exercícios, no mínimo trinta minutos ou até uma hora por dia.

No entanto, isso ainda continua sendo difícil…

Quando deixamos de praticar exercício, o fazemos porque estamos cansados depois de tanto trabalhar, porque nos dá preguiça de levantar cedo ou porque, simplesmente, estamos mal acostumados.

Leia: Os incríveis benefícios de uma caminhada diária de 20 minutos

No entanto, levar um estilo de vida completamente sedentário não só danifica a saúde, como também causa mudanças em nosso cérebro, as quais não somos conscientes.

Veja quais são.

Quando deixamos de praticar exercícios, nosso fluxo sanguíneo diminui

Cérebro de pessoa que deixou de praticar exercícios

Quando praticamos exercícios, nosso fluxo sanguíneo aumenta, mas não só no momento em que nos exercitamos, este se mantém ao longo do dia.

No entanto, isso não serve de nada se hoje nos exercitarmos e depois passamos uma semana sem nos mover da cadeira. É indispensável distribuir nossas horas de exercício em vários dias da semana.

Aumentar o fluxo sanguíneo é muito positivo para nosso cérebro. Se deixamos de nos exercitar por um longo período de tempo, estas são algumas das consequências que podem aparecer:

  • Nossa memória pode começar a falhar. Esquecemos-nos do que tínhamos que fazer ou daquilo que tínhamos que lembrar devido à redução do fluxo sanguíneo no cérebro que leva a menos conexões neuronais.
  • Seremos mais susceptíveis a sofrer um infarto cerebral, pois esse pode aparecer devido a uma isquemia.
  • Se o fluxo sanguíneo até o cérebro se reduzir de maneira muito notória, pode produzir danos no tecido cerebral que podem ser irreparáveis.

Estas são algumas das consequências que podem aparecer caso o fluxo sanguíneo seja reduzido por causa da falta de exercício.

Sabendo disso, é necessário destacar que não é muito difícil entrar em uma academia para evitar todos os possíveis problemas que podem vir da falta de exercício.

Quando deixamos de caminhar nosso cérebro muda

Caminhar (melhor ao ar livre) no mínimo uma hora por dia, como prática, sempre e quando se converter em um hábito que evitemos perder.

Se deixarmos de nos exercitar, estaremos favorecendo a aparição de estresse, ansiedade e de problemas de saúde. Assim que, se pode ser evitado, por que não fazer?

O exercício é bom para nosso cérebro

Mulher feliz por ter praticado excercício

Além das consequências que tem o fato de deixarmos de nos exercitar para nosso cérebro, é importante mencionar outra série de mudanças que se farão presentes se optarmos por uma vida sedentária.

Um deles é que o hipocampo, uma das regiões de nosso cérebro que se encarrega da memória, ficará afetado.

Também podem aparecer mudanças no lóbulo parietal inferior, uma área de nosso cérebro que detecta as emoções nos rostos das outras pessoas e podemos interpretar o que nossos sentidos nos dizem.

Ou seja, nossa empatia e nosso instinto se verão drasticamente reduzidos se deixarmos de nos exercitar.

Nossa área temporal inferior, fundamental para reconhecer os rostos de outras pessoas, assim como números e objetos, também pode se ver afetada devido ao sedentarismo.

Chegado a esse ponto, fica claro que o exercício é muito positivo para nosso cérebro e que, além disso, mantê-lo saudável não nos custa muito.

Como já mencionamos, uma atividade física moderada pode evitar que nosso cérebro sofra mudanças, algumas delas irreversíveis e que nos afetam de maneira importante.

A única coisa necessária é que o exercício praticado seja feito de maneira constante. Alguns minutos por dia são suficientes para nos manter em forma e ter uma melhora na saúde tanto física quanto mental.

Costuma praticar exercícios ou é preguiçoso?

Recomendados para você