Colesterol alto: saiba quais são os sintomas e como controlar

· 21 de janeiro de 2016
A partir dos 20 anos é importante realizar check-ups e análises periódicas para verificar se nossos níveis de colesterol são os adequados e se não existe nenhum risco para a nossa saúde.

Evitar e controlar o colesterol alto é essencial. O colesterol é um tipo de gordura presente em todas as células do corpo, cuja função é necessária para o funcionamento ideal do organismo. Embora o fígado separe a maior parte dele, ele geralmente é absorvido através de alguns alimentos que o contêm.

Entre suas funções está a intervenção na formação de ácidos biliares, responsáveis ​​pela digestão das gorduras, e a formação de certos hormônios sexuais e tireoidianos. Mas, embora muitos órgãos precisem dele, pode se tornar um assassino em potencial quando não é controlado adequadamente.

O grande problema que existe é que muitas pessoas neste exato momento ignoram que o possuem em quantidades elevadas, já que, assim como ocorre em outras patologias, no começo é muito difícil de suspeitar devido à falta de sintomas.

Como resultado, podem ocorrer sérios problemas a nível hepático, mas especialmente em relação ao sistema cardiovascular. Por exemplo, há um alto risco de desenvolver aterosclerose, que consiste no acúmulo de colesterol e de outros lipídios nas paredes arteriais, impedindo a boa circulação.

Devido aos perigos envolvidos e à dificuldade em diagnosticar da forma ideal, é essencial conhecer uma série de sintomas que podem ajudar a ativar os alertas.

Sintomas do colesterol alto

Sintomas de colesterol alto

Todas as pessoas, a partir dos 20 anos de idade, devem começar a fazer check-ups médicos que incluam um exame de sangue para determinar se os níveis de colesterol estão bons. É importante fazer isso, pois os sinais de alerta de níveis elevados de colesterol costumam levar muito tempo para ficarem evidentes e, como resultado, impedem um controle mais adequado.

Até o momento, não há nenhum sintoma contundente que, sem exames de sangue, ajude a identificar a presença dessa condição. No entanto, especialistas relacionaram o desenvolvimento de colesterol alto aos sintomas listados abaixo:

  • Gases
  • Halitose
  • Enxaqueca
  • Náusea e tontura
  • Boca pastosa e seca
  • Pesadez estomacal
  • Perda de equilíbrio
  • Urticária ou comichão na pele
  • Dor no fígado e na área vesicular
  • Novas intolerâncias alimentares
  • Agitação estomacal ao se movimentar ou se exercitar
  • Sonolência extrema depois de uma refeição
  • Dificuldades no ritmo intestinal, com tendência à constipação
  • Inflamação e sensação de dormência nas extremidades
  • Digestão lenta e difícil, especialmente após refeições copiosas e com alto teor de gordura
Detectar colesterol alto

Toda essa sintomatologia é frequentemente confundida com transtornos de saúde mais comuns que podem desaparecer espontaneamente. No entanto, ao não verificar se se trata de problemas de colesterol, muitas vezes, a condição progride e causa danos muito difícil ou até impossíveis de reparar.

A boa notícia é que tudo isso pode ser evitado com uma visita periódica ao médico. O profissional irá indicar a realização de um simples exame de sangue que permitirá conhecer o estado de saúde em maior detalhe. Além disso, o médico irá sugerir a incorporação de alguns hábitos saudáveis ​​que ajudam a estabilizar o colesterol de forma natural, ao mesmo tempo em que favorecem a função hepática.

Como controlar o colesterol alto em casa?

Dieta para controlar o colesterol alto

Recomendamos este artigo: Arroz com verduras e chia: pobre em calorias e colesterol

Embora em muitos casos seja necessário o uso de medicamentos para reduzir os níveis de hipercolesterolemia, está comprovado que nem todas as pessoas precisam recorrer a eles para conseguir equilibrá-los.

Independentemente de os medicamentos serem tomados ou não, o melhor é evitar o consumo de alimentos ricos em gorduras e carboidratos, como é o caso dos listados a seguir:

  • Carnes vermelhas
  • Maionese
  • Margarina
  • Creme de leite
  • Gema de ovo
  • Manteiga, em geral
  • Confeitaria, doces e afins
  • Embutidos e carnes frias
  • Fast food e alimentos processados

Ao invés dos consumir alguns dos mencionados, é essencial basear a dieta em ingredientes com alto valor nutricional, tais como:

  • Peixe azul
  • Carnes magras
  • Azeite de oliva
  • Produtos lácteos
  • Sementes de chia ou de linho
  • Frutas e verduras frescas
  • Legumes e cereais integrais

Leia também: Dieta eficaz para combater o colesterol ruim

Da mesma forma, é necessária uma modificação nos métodos de cozimento de certos alimentos, especialmente das carnes e dos peixes. Você deve evitar alimentos fritos e optar por cozinhar sem óleo, ferver e fazer alimentos grelhados.

Ao saber como o colesterol alto pode ser perigoso, é essencial melhorar seus hábitos e fazer todo o possível para levá-lo a um nível saudável.