O que são os miomas uterinos? Descubra com estes 5 dados importantes

15 de agosto de 2017
Embora inicialmente eles sejam difíceis de detectar pela falta de sintomas, as mulheres afetadas por miomas uterinos podem experimentar uma série de mudanças em seu corpo, que facilitam o diagnóstico

Miomas uterinos são pequenos caroços de tecido muscular que crescem sobre a superfície do útero e, por vezes, no colo do útero.

É uma condição que afeta a saúde hormonal e reprodutiva das mulheres, e apesar da formação de tumores, apenas 0,5% chega a ser composto por células cancerosas.

Embora eles estejam relacionados a vários problemas ginecológicos, são muito raros os casos que chegam a influenciar no aparecimento de câncer.

No entanto, muitas mulheres desconhecem como ele se desenvolve e, por isso, tendem a confundir os sintomas com outras doenças.

Por esta razão, compilamos uma série de dados que podem ajudar a resolver várias dúvidas sobre este problema.

1. O que são miomas uterinos?Miomas uterinos

Miomas são tumores benignos que geralmente se desenvolvem em mulheres com mais de 20 anos.

Eles são também conhecidos como leiomiomas e são pequenas saliências de tecido fibroso e aparência redonda cujo tamanho pode ser microscópico ou maior.

Veja também:  7 alimentos que lhe permitem ajustar o nível de sódio para a sua saúde renal

2. Que tipos de miomas uterinos existem?

Existem vários tipos de miomas uterinos, dependendo de qual lugar do útero eles se formam:

  • Submucosa: eles se localizam no miométrio, a camada protetora da parede interna do útero.
  • Subseroso: são formados sob a serosa, o revestimento do lado de fora do útero.
  • Pedículo: são do tipo subseroso mas, ao contrário dos anteriores, crescem e saem do ventre até se conectarem a um cordão chamado pedículo.
  • Intramural: estes tumores crescem dentro da parede do músculo do útero e, por vezes, aumentam até deformarem a parede exterior e interior do órgão.

3. Com quais sintomas os miomas se manifestam?Mulher com dor por mioma uterino

Os miomas fazem parte do grupo de doenças que são difíceis de detectar, pela falta de sintomas conclusivos nas suas fases iniciais.

No entanto, um grande número de mulheres afetadas pode notar algumas mudanças em seu corpo, que facilitam o diagnóstico.

  • Períodos menstruais irregulares.
  • Sangramento intenso.
  • Inchaço e dor no baixo abdômen.
  • Ganho de peso repentino.
  • Problemas de fertilidade e gravidez de alto risco.
  • Dor durante a relação sexual.
  • Dor na parte inferior das costas.
  • Mudanças nos hábitos de urina.
  • Sensação de fadiga.

4. Qual a relação dos miomas com problemas de fertilidade?

Um dos aspectos que mais se pergunta sobre miomas são as implicações sobre a saúde reprodutiva.

Infelizmente, mulheres diagnosticadas com essa condição são mais propensas a terem dificuldade em engravidar.

Mesmo se houver probabilidade de conseguir uma gravidez, existem muitos riscos durante o período de gestação.

Um grande número de casos é de alto risco para o aborto durante o primeiro trimestre da gravidez.

No entanto, esses riscos variam de mulher para mulher, quase sempre dependendo do número de miomas, tamanho e localização.

Recomendamos a leitura:  9 aspectos importantes sobre a endometriose que todos deveriam saber

5. Existem tratamentos para miomas uterinos?Mulher consultando por mioma uterino

Os procedimentos cirúrgicos são um dos métodos mais eficazes e conhecidos para o tratamento de miomas uterinos.

No entanto, ao contrário do que muitos pensam, esse não é o único tratamento para reduzir os efeitos sobre o corpo.

Hoje em dia existem medicamentos que reduzem a gravidade dos seus sintomas e descontroles hormonais envolvidos.

Além disso, quando são muito pequenos não é necessário recorrer à cirurgia.

Então, devemos ter em mente que:

  • Os tumores pequenos são tratados com soluções farmacológicas receitadas por um médico.
  • Se os efeitos das drogas não forem suficientes, a única solução é a remoção.
  • O procedimento é chamado de miomectomia e consiste na remoção de caroços, sem afetar diretamente o tecido do útero.
  • Além disso, existe um tratamento com acetato de ulipristal (também conhecido por pílula do dia seguinte) que é um modulador de progesterona, e ajuda a prevenir o crescimento de caroços no útero.

Para concluir, embora não seja considerado um problema grave ou de cuidados urgentes, os miomas devem ser uma razão para consulta ginecológica.

Enquanto muitos não aumentam em tamanho e passam desapercebidos, é melhor procurar tratamento para evitar que cresçam e gerem complicações maiores.

Recomendados para você