Fatores de risco para a mortalidade por coronavírus

23 de maio de 2020
A mortalidade por coronavírus é desigual entre os diferentes grupos populacionais. Os fatores de risco mais importantes que foram identificados até agora foram a idade avançada e o sistema imunológico enfraquecido.

O SARS-CoV-2 é o vírus que causou a pandemia que está abalando o mundo. É um vírus novo, portanto, todas as suas características ainda estão sendo investigadas. Entre elas, os fatores de risco para a mortalidade por coronavírus.

Os coronavírus são, na verdade, uma família de vírus. O vírus culpado por essa situação apareceu pela primeira vez em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan. Atualmente, a mortalidade por coronavírus é próxima de 18% em pessoas com mais de 80 anos.

No entanto, esse número está sendo calculado à medida que os casos progridem e a própria pandemia evolui. Até que essa situação esteja concluída, não poderemos afirmar com certeza nenhum aspecto do comportamento do vírus.

No entanto, graças a todos os estudos que estão sendo realizados, podemos gradualmente decifrar alguns dados. Com base nisso, neste artigo explicaremos quais são os fatores de risco para a mortalidade por coronavírus, de acordo com os cientistas.

Mortalidade por coronavírus: os números

Como já mencionamos, os números da mortalidade por coronavírus, assim como o número de infectados e outros parâmetros, atualmente são baseados em estatísticas e dados que estão sendo coletados diariamente.

De acordo com os estudos mais recentes, a mortalidade pode ser classificada de acordo com as faixas etárias. Isso ocorre porque a idade parece ser o fator de risco mais importante. Estima-se que 95% das mortes ocorram em pessoas com mais de 65 anos de idade.

Curiosamente, a mortalidade por coronavírus em crianças é quase nula. De fato, em pessoas com menos de 60 anos esse número não atinge 1% das pessoas infectadas. Outras estatísticas que foram obtidas na Espanha são as seguintes:

  • Em pessoas entre 70 e 79 anos, a mortalidade é de cerca de 5%.
  • A faixa etária em que encontramos mais afetados – mesmo se não houver tantas mortes – está entre os 50 e 60 anos.
Os idosos estão no grupo de risco
A idade é um dos fatores de risco mais relevantes para sofrer as formas graves do coronavírus.

Você também pode se interessar: As pessoas com HIV estão mais expostas ao coronavírus?

Quais fatores definem a mortalidade por coronavírus?

Segundo um estudo publicado no The Lancet, a idade é o fator mais determinante na infecção por coronavírus. Especificamente, o fato de ser idoso. Como já mencionamos, as pessoas com maior risco têm mais de 80 anos.

Além disso, parece que o número de mortes é maior nos homens do que nas mulheres. Outro fator que define a mortalidade por coronavírus é o estado do sistema imunológico. Ou seja, as pessoas que têm um sistema imunológico fraco têm muito mais chances de ter uma infecção complicada.

Dentro deste grupo, encontramos pessoas que sofrem de patologias como HIV e câncer. Porém, deve-se ter em mente que doenças mais comuns, como diabetes e pressão alta, também representam um risco.

Segundo os cientistas, ter uma pontuação alta na escala SOFA é outro fator determinante. Essa escala é a utilizada nas unidades de terapia intensiva (UTI) para avaliar o paciente.

Existem outros parâmetros médicos que estão sendo considerados fatores de risco. Por exemplo, uma baixa contagem de linfócitos, testes de coagulação comprometidos ou um aumento de certas moléculas envolvidas em processos inflamatórios.

Quais fatores definem a mortalidade por coronavírus?
Pacientes em terapia intensiva têm maior risco de mortalidade por coronavírus do que os internados em quartos comuns.

Leia também: O coronavírus afeta mais os homens do que as mulheres?

Para levar em consideração

Embora os fatores de risco para a mortalidade por coronavírus estejam sendo identificados, ainda não se pode concluir nada com segurança. Os estudos foram realizados com amostras pequenas de pessoas, portanto, os resultados podem não ser totalmente válidos.

Ainda assim, devemos deixar claro que a maioria das mortes ocorre em idosos. Portanto, é preciso ter um cuidado especial com essa faixa etária. O mesmo ocorre com aqueles que sofrem de qualquer tipo de doença prévia, principalmente as crônicas.

As medidas de isolamento usadas são para proteger os grupos mais vulneráveis ​​contra a infecção, para que o impacto da mortalidade por coronavírus não seja enorme. O respeito por essas medidas é um benefício para todos, mas principalmente para os mais velhos.

  • Zhou, F., Yu, T., Du, R., Fan, G., Liu, Y., Liu, Z., … Cao, B. (2020). Articles Clinical course and risk factors for mortality of adult inpatients with COVID-19 in Wuhan, China: a retrospective cohort study. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30566-3
  • Evolución y factores de riesgo de mortalidad por COVID-19 – Artículos – IntraMed. (n.d.). Retrieved March 26, 2020, from https://www.intramed.net/contenidover.asp?contenidoid=95681
  • Fauci, A. S., Lane, H. C., & Redfield, R. R. (2020). Covid-19 – Navigating the Uncharted. The New England Journal of Medicine. https://doi.org/10.1056/NEJMe2002387
  • Lai, Chih-Cheng, et al. “Global epidemiology of coronavirus disease 2019: disease incidence, daily cumulative index, mortality, and their association with country healthcare resources and economic status.” International Journal of Antimicrobial Agents (2020): 105946.