Dicas para evitar tocar o rosto durante a pandemia

24 de março de 2020
Uma das recomendações para reduzir o risco de propagação do coronavírus é evitar, na medida do possível, tocar o rosto. Você quer saber qual é o motivo? Vamos explicar neste artigo.

Por que é necessário evitar tocar o rosto durante a pandemia de coronavírus? Muito tem sido falado sobre as medidas preventivas contra a COVID-19. Uma das recomendações para toda a população é, na medida do possível, evitar tocar o rosto, especificamente os olhos, o nariz e a boca. 

Para entender o motivo dessa recomendação, primeiro vamos rever como o vírus entra no corpo e o que causa a infecção. Também vamos destacar outras medidas que são decisivas para reduzir o risco de contágio.

Qual é a via de entrada do coronavírus?

Mulher de máscara no metrô
Os olhos, o nariz e a boca são vias de transmissão do COVID-19 e de outros tipos de agentes infecciosos.

A doença causada pelo coronavírus é uma infecção cujas vias de entrada são os olhos, o nariz e a boca, assim como ocorre em muitas outras condições desse tipo. O vírus (COVID-19) pode ser transmitido de pessoa para pessoa por meio de gotículas expelidas pelo nariz ou pela boca quando uma pessoa infectada tosse ou espirra.

A infecção não ocorre apenas por meio do contato direto entre as pessoas. Essas gotículas podem cair em objetos e superfícies onde o vírus permanece ativo. Quando uma pessoa entra em contato com tais superfícies contaminadas e, em seguida, encosta no rosto, a infecção também pode ocorrer.

Em outras palavras, se o rosto é uma das vias de entrada do vírus, é evidente que ele merece uma atenção especial. Com isso, reduzimos o risco de que o vírus entre no corpo e cause a infecção.

Por mais simples que pareçam, essas medidas são consideradas eficazes, pois já serviram para reduzir os riscos em experiências passadas com doenças de caráter infeccioso. De fato, deveriam ser aplicadas em condições comuns, como a gripe e o resfriado.

Leia também: Tenho diabetes, como agir diante do coronavírus?

Quais outras medidas estão intimamente relacionadas?

Esses vírus podem permanecer por vários dias em superfícies que não são limpas. Esse é o motivo da importância de fazer uma limpeza em áreas de contato frequente, como as maçanetas das portas, os aparelhos eletrônicos, os botões do elevador, os corrimões, etc.

Isso contribui para reduzir a quantidade de vírus presente nas superfícies e, por sua vez, ajuda a diminuir a possibilidade de transmissão para pessoas saudáveis. Embora muitas pessoas ignorem, essa é uma via de contágio da pandemia por coronavírus e de outras doenças infecciosas e não infecciosas.

Portanto, além de contribuir para a redução da disseminação do coronavírus, a adoção das medidas de prevenção também minimiza o contágio de outras doenças infecciosas que possuem a mesma via de infecção. Com isso, obtém-se um benefício extra no cuidado com a saúde individual e coletiva. 

Medidas de proteção para a pandemia por coronavírus

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão e usar álcool em gel.
  • Manter um distanciamento social.
  • Evitar tocar o rosto, especialmente os olhos, o nariz e a boca.
  • Limpar com água e água sanitária as superfícies nas quais costumamos encostar.

Você também pode se interessar: Recomendações para limpar e desinfetar a sua casa

Dicas para evitar tocar o rosto durante a pandemia

Mulher espirrando em lenço
Talvez não seja possível parar totalmente de tocar o rosto. No entanto, é positivo adotar medidas para tentar reduzir o número de vezes que fazemos isso.

O que podemos fazer para evitar esse costume que, muitas vezes, é um hábito inconsciente e automático? A seguir, deixamos algumas recomendações detalhadas.

  • Tenha lenços descartáveis ​​à mão para usar no rosto quando coçar, precisar esfregar o nariz, os olhos, etc. Use o lenço em vez de usar os dedos e, logo em seguida, jogue-o no lixo.
  • Evite lentes de contato.
  • Cubra a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel quando tossir ou espirrar. O lenço usado deve ser descartado imediatamente. Dessa forma, reduziremos a quantidade de vírus em nossas mãos.
  • Mantenha as mãos ocupadas ou os braços cruzados a fim de evitar comportamentos compulsivos.
  • Tente entender e tomar consciência do motivo que o leva a colocar as mãos no rosto. Pode ser coceira, alergia, hábito, uso de lentes de contato, entre outros motivos.

Na prática, podemos pensar que vai ser mais fácil incorporar o hábito de aumentar a frequência da lavagem das mãos do que evitar tocar o rosto, principalmente porque este é um hábito automatizado.

Mesmo assim, devemos tentar. A partir do momento em que passarmos a considerar e identificar esse comportamento como uma atitude de risco para a nossa saúde, poderemos conseguir diminuir o número de vezes por dia em que tocamos o rosto.