Estes 6 hábitos amargam sua vida

Longe de nos ajudar, não perdoar qualquer ofensa que outros nos fizeram é um daqueles hábitos que amargam nossas vidas, nos pesam, e nos impedem de avançar

Muitas vezes estamos tristes, ansiosos, ou irritados, e não sabemos muito bem por que. Talvez seja porque nos deixamos levar por algumas situações cotidianas adversas.

Neste artigo, diremos quais hábitos tornam sua vida amarga, para que você possa identificá-los e, em seguida, erradicá-los.

Preste atenção a esses hábitos que amargam sua vida

Parece que é muito mais fácil ver o lado negativo das coisas, do que é positivo… concentrar-se no que é errado, nos obstáculos que não nos permitem continuar, ou em problemas e dificuldades.

Mesmo que não acredite, somos responsáveis ​​por não sermos felizes.

Dê uma olhada em quais hábitos tornam sua vida amarga, e faça o melhor para eliminá-los do seu dia a dia. Estar ciente deles é o primeiro passo para poder mudar.

1. Comparar-se com os outros

Conversar com pessoas tóxicas é um hábito que amarga

Cada ser é especial e único. No entanto, passamos muitas horas comparando-nos com os outros: sou mais alto, mais gordo, menos inteligente, mais rico…

Embora a comparação possa nos servir em alguns casos, por exemplo, ao decidir qual produto escolhemos no mercado, ou que trabalho nos convém, a verdade é que comparar-se com os outros não é bom, e faz a sua vida amarga.

Claro que os outros terão habilidades que você não tem, mas lembre-se de que você tem qualidades que outros não têm. É como uma espécie de “equilíbrio”.

Não se sinta inferior a ninguém, não deprecie suas realizações ou considere que seus problemas são maiores que os dos outros.

2. Pensar que a vida é difícil

É uma ideia que nos ensinam desde a infância: temos que trabalhar arduamente para ganhar a vida, aqui não lhe dão nada, tudo é difícil, temos que superar milhares de obstáculos, etc…

Ninguém diz que as coisas são simples, nem tampouco é um sofrimento constante.

Mesmo aquelas pessoas que sofreram grandes traumas, conseguiram avançar e apreciar as pequenas coisas que a vida nos dá a cada dia.

Talvez porque você está tão concentrado no negativo, não percebe que a nossa existência pode ser realmente simples.

Além disso, se dissermos que “a vida é difícil”, nos desculpamos quando algo não vai bem: somos uma espécie de vítimas que fica de braços cruzados para resolver uma situação.

3. Ser perfeccionista

Ficar vigiando os outros é um hábito que amarga

Uma pessoa que é perfeccionista não é a pessoa que faz tudo perfeito…. Mas aquela que quer que tudo seja perfeito. Parece um jogo de palavras, mas há uma grande diferença que você deve reconhecer.

Se você fica ansioso quando as coisas não acontecem como esperava, se você não aceita desafios ou projetos por medo de que não ganhe nota “dez”, ou se você considera que o medíocre é um erro, então você deve saber que você é um perfeccionista.

Por que esses hábitos amargam sua vida?

  • Você não se diverte enquanto faz algo
  • Você não aceita os “erros”
  • Você precisa ter tudo sob controle
  • Você exige muito (de você e dos outros)
  • Você é uma pessoa “extremista” que não aceita nuances (preto ou branco, tudo ou nada, do seu lado ou contra você, etc.).

Não é errado querer a perfeição em certas tarefas, ou procurar a excelência no que faz. No entanto, o problema reside na forma como você conduz a situação.

Talvez durante o processo você tenha um tempo muito ruim, está de mau humor, não pode dormir, ou tem medo de estar errado. Esse é o lado negativo no perfeccionismo.

4. Não perdoar

Quando não perdoamos (outros ou a nós mesmos) acumulamos ressentimento, dor e angústia. Essas emoções se transformam em amargura e infelicidade.

Qualquer ato que consideremos uma ofensa ou que nos fez sofrer, pode tornar-se um “fantasma” à espreita, que aparece a qualquer momento, e torna nossas vidas amargas.

Perdoar nem sempre é algo simples, porque temos ferido o nosso amor próprio, ou porque pensamos que o outro nos prejudicará de novo. No entanto, devemos perdoar para curar a nós mesmos, e entender que outros podem estar errados.

Quando você realmente tiver perdoado, sentirá um grande alívio dentro de si mesmo: o famoso “tirar um peso”.

Visite este artigo: Não é porque existe o perdão que as pessoas têm o direito de machucar os outros

5. Adiar tarefas

Homem lendo jornal

A procrastinação é também um dos hábitos que tornam sua vida amarga, porque não permite que você complete qualquer tarefa, e sempre esteja “atrasado”.

A procrastinação pode passar de uma exceção a uma regra, e geralmente é causada pelo medo de falhar, ou dúvidas sobre nossas habilidades.

Evitar as tarefas trabalha contra nós porque em algum momento teremos fazê-las, e isso pode significar permanecer um fim de semana trabalhando, ou até de madrugada colocando tudo em ordem.

Quando as coisas pendentes se acumulam, sentimos estresse, ansiedade e mau humor.

Para mudar essa atitude, a primeira coisa que devemos fazer é entender sua causa.

Talvez seja porque não sabemos por onde começar, porque a tarefa é muito difícil e nos sentimos sobrecarregados. Talvez não tenhamos todas as ferramentas necessárias, ou talvez não gostemos do que fazemos.

6. Sentir culpa

A culpa é um dos nossos maiores inimigos e, é claro, torna nossas vidas amargas de muitas maneiras.

Você acredita que não merece nada, que não consegue alcançar o que propõe, que não tem direito à felicidade ou que não deveria ter dito ou agido daquela maneira.

Liberar-se da culpa é outra maneira de se sentir livre e leve. Não se sinta mal se as coisas não funcionam às mil maravilhas para você, não fique “ruminando” por algo que aconteceu.

Recomendados para você