De que costumamos nos arrepender antes de morrer?

Nos arrependermos antes de morrer por não ter feito o que queríamos não faz sentido, e só podemos evitá-lo se levarmos em conta enquanto vivermos 

Arrepender-se antes de morrer é algo que muitas pessoas experimentaram. Um sentimento de vazio, de querer voltar a ter aproveitado muito mais o tempo vivido.

No entanto, parece que somente quando estamos perto da morte percebemos o valor que a vida tem. Mas não vale a pena esperar que essa situação aconteça.

Podemos evitar o arrependimento antes de morrer… a seguir revelaremos como.

Arrepender-se antes de morrer não serve de nada

Arrepender-se antes de morrer é algo que não serve de nada. No entanto, para manter isso em mente, vamos discutir algumas das coisas que mais geram arrependimento.

Escrevê-las no papel para tê-las presentes nos impedirá de viver no piloto automático, sem prestar atenção às coisas que podemos lamentar no futuro.

Vamos ver quais são.

1. Não vivi a vida que queria

Este é um dos arrependimentos mais comuns e que deriva da insegurança para tomar decisões e viver a vida que se deseja.

Por buscar a aprovação externa, muitos nos dizem: “olhe, isso é um perigo”, “não vale a pena que você gaste parte do seu dinheiro nisso”, “certamente isso vai acontecer?”…o que gera muitas inseguranças que nos fazem dar passos para trás.

Além disso, quantas pessoas estudaram a carreira que seus pais esperavam? Quantos desistiram dos seus sonhos por seguir os alheios?

Mulher pensando no que quer evitar

Damos muita importância ao que os outros pensam de nós e, assim, perdemos oportunidades de viver a vida como sempre sonhamos.

2. Eu trabalhei demais

Esta é outra das coisas da que a maioria das pessoas se arrepende, por ter vivido para trabalhar, em vez de trabalhar para viver.

O trabalho pode se tornar uma prioridade nas vidas de muitas pessoas, que deixam a família para trás e, também, seus amigos.

Ao longo do tempo, elas percebem que não viram seus filhos crescerem, que o relacionamento com seu parceiro esfriou devido à grande quantidade de tempo que passaram separados e que, porque não cuidavam de seus amigos, não têm amigos

As relações pessoais são muito valiosas para todos os seres humanos. Por isso, vamos dar prioridade a elas. O trabalho é importante, mas construir relacionamentos fortes é muito mais.

3. Eu deveria ter feito coisas mais loucas

Olhar para trás e descobrindo quantas coisas loucas atravessaram nossas mentes e que não fizemos por medo, inseguranças ou porque costumávamos dar certas desculpas para nos autolimitar, coloca em nossa boca um gosto amargo.

Queríamos pular de bungee jumping naquele dia? Por que não pegamos a mochila e fomos explorar o mundo sozinhos, tal como desejávamos?

Todos os desejos insatisfeitos serão um motivo de arrependimento em nosso leito de morte.

Leia também: 3 reflexões sobre a importância de sair da zona de conforto

Mulher chorando arrependida

As loucuras são nada mais do que ousar, deixar nossa zona de conforto. Essa área é confortável e segura, mas ao mesmo tempo nos limita muito.

Nós só vivemos uma vez, então por que não o fazer intensamente?

4. Eu queria ter expressado meus sentimentos

Desde que somos pequenos, obrigam-nos a reprimir o que sentimos. Não chore em público, não aumente demais a sua voz, mantenha sua compostura…

Tudo isso faz com que, quando chega o momento, não sejamos capazes de soltar nossas emoções na privacidade de nossa própria casa.

É importante aprender a expressar o que sentimos, entender nossas emoções e também saber gerenciá-las corretamente.

“Por que eu não disse a ela que a amava?”, “Eu gostaria de ter derramado todas aquelas lágrimas que teriam me libertado”…. Não espere que chegue ao fim para fazer tudo isso.

Agora que você sabe de que geralmente nos arrependemos antes de morrer, é hora de mudar seu modo de vida.

Só assim, amanhã você poderá fechar os olhos com um sorriso nos lábios, satisfeito com a forma como você viveu a vida durante todos os seus anos.

“]

 

Recomendados para você