Como o COVID-19 afeta o seu corpo

24 de março de 2020
O COVID-19 causa febre, tosse e congestão nasal. Se a infecção se complicar, pode levar à insuficiência respiratória e até à morte. Os grupos mais afetados são os idosos e as pessoas com sistema imunológico comprometido.

O COVID-19 é o vírus que sacudiu grande parte do planeta nas últimas semanas. A infecção por esse vírus provocou uma pandemia que está infectando um grande número de pessoas, especialmente na China e na Europa. A seguir, vamos falar especificamente a respeito de como o coronavírus afeta o seu corpo.

O coronavírus é uma família de diferentes vírus que podem provocar o desenvolvimento de várias condições. Especificamente, o COVID-19 é um vírus de origem animal que se formou a partir de uma mutação. Ele foi detectado em Wuhan, uma cidade chinesa, em dezembro de 2019.

Essa nova cepa nunca havia sido identificada em humanos. O grande problema dessa infecção é que sua capacidade de contágio é muito alta. Além disso, a mortalidade em idosos ou em pessoas com sistema imunológico fraco é superior a 15%.

No entanto, ainda existem muitas pessoas que desconhecem o efeito desse vírus no nosso organismo. Portanto, neste artigo, vamos explicar como o novo coronavírus afeta o seu corpo.

De que forma o coronavírus afeta o corpo?

O COVID-19 é um vírus que pode causar diferentes condições. A maioria das pessoas infectadas – quase 80% – apresenta apenas sintomas leves, que aparecem gradualmente e não costumam causar complicações. Esses sintomas são:

  • Febre: em torno de 38 ºC
  • Dor de garganta
  • Tosse 
  • Congestão nasal
  • Cansaço e dor muscular generalizada

No entanto, qualquer pessoa, mas especialmente idosos e pessoas com sistema imunológico enfraquecido, pode evoluir para um quadro mais grave. Essas pessoas apresentam dificuldade para respirar, o que pode levar à insuficiência respiratória.

A população em risco também inclui diabéticos, hipertensos e cardíacos. Os sintomas aparecem, em média, cerca de 5 dias após o contágio. No entanto, o período de incubação do COVID-19 pode ser de até 14 dias.

O COVID-19 causa febre, entre outros sintomas
A febre é um dos principais sintomas da infecção por coronavírus.

Saiba também: Como se proteger do coronavírus no mercado

Como o COVID-19 é transmitido?

O COVID-19 é transmitido principalmente por pequenas gotículas expelidas pelo nosso sistema respiratório. Nós as expelimos quando tossimos ou espirramos. Por esse motivo, dizem que o vírus se propaga entre as pessoas, especialmente em locais onde há aglomerações.

O vírus pode ser transmitido a distâncias entre 1 e 2 metros, portanto, essa é a distância de segurança que devemos manter entre todos. No entanto, parece que essa não é a única forma de transmissão.

De acordo com os cientistas, essas gotículas também podem contaminar objetos e superfícies. Dessa maneira, uma pessoa saudável pode ser infectada entrando em contato com um objeto contaminado.

Além disso, é importante destacar que as crianças são um grupo fundamental no combate a essa pandemia. Isso não se deve ao sistema imunológico delas, mas à tendência que têm de tocar em tudo e colocar objetos e as próprias mãos na boca. Por isso, é necessário tomar cuidados especiais, pois elas se tornam reservatórios que transmitem o COVID-19.

O COVID-19 e a a proteção das crianças
As crianças são um grupo portador de coronavírus com o potencial de transmiti-lo para idosos e pessoas que correm mais riscos.

Você também pode se interessar: Informações sobre o coronavírus para pessoas com câncer

Como prevenir o contágio?

Para evitar o contágio do COVID-19, a primeira coisa a fazer é respeitar as normas que estão sendo impostas em cada país. É primordial respeitar o período de confinamento em casa determinado pelas autoridades. Recomenda-se sair apenas para assuntos excepcionais.

Além disso, é importante lavar as mãos com frequência. Usar água e sabão é suficiente, embora você também possa usar um desinfetante à base de álcool. A mesma coisa deve ser feita com objetos e superfícies que possam ter sido contaminados.

Por outro lado, é recomendável usar uma máscara se você tiver tido contato com alguém infectado. Da mesma forma, ao espirrar ou tossir, o ideal é cobrir a boca e o nariz com um lenço descartável e depois jogá-lo fora.

Não podemos esquecer que se trata de uma pandemia. Todos nós devemos fazer nossa parte para que a situação seja resolvida o mais rápido possível. Se você tiver sintomas, tente entrar em contato com o serviço de saúde indicado para a sua região e mantenha a distância adequada das outras pessoas.