O que devemos comer durante a quarentena?

22 de maio de 2020
Passar algumas semanas sem sair de casa é uma experiência nova para a maioria das pessoas. Como a quarentena pode durar mais do que imaginamos, as perguntas sobre o que devemos comer se tornam mais difíceis de responder.

Uma das perguntas mais comuns hoje em dia é o que devemos comer durante a quarentena. É necessário fazer mudanças na alimentação? A seguir, falamos sobre alguns pontos interessantes relacionados aos hábitos alimentares durante o período de confinamento.

Aprenda a comer durante a quarentena 

Ter uma rotina em nossos hábitos diários e nos alimentarmos corretamente e com saúde pode nos ajudar muito nessa situação. Uma boa alimentação pode nos ajudar a passar pela quarentena com um nível menor de estresse.

Também nos permitirá retornar à nossa rotina diária com a mesma energia e boa saúde. Além disso, é importante permanecer forte para enfrentar qualquer problema ou doença que possa surgir em nosso caminho.

É altamente recomendável que você se organize em relação às refeições para ter uma lista de compras clara e preparada. Dessa forma, não será necessário sair tantas vezes e você vai gastar menos tempo no mercado.

Frutas ricas em vitamina C

Durante esses dias, devemos tentar consumir três porções de frutas por diaAs frutas nos fornecem uma grande quantidade de vitaminas e antioxidantes. Podemos consumi-las como sobremesa, no café da manhã ou entre as refeições. Desta forma, evitamos os snacks e doces mais açucarados. 

O ideal é que pelo menos uma delas seja uma fruta rica em vitamina C. Podemos escolher entre:

  • Abacaxi
  • Laranja, limão e toranja
  • Morangos e mirtilos
  • Kiwi

Fontes de proteína de qualidade

A proteína deve estar presente nas principais refeições do dia. Embora não possamos fazer tanto exercício físico, nosso corpo ainda precisa delas. As proteínas fazem parte de muitas estruturas corporais e nos ajudarão a evitar a perda de massa muscular.

Além disso, são alimentos saciantes e facilmente digeríveis – exceto as leguminosas, para algumas pessoas. A proteína é ideal para um jantar leve que nos ajude a dormir bem. Podemos escolher:

  • No café da manhã: flocos de aveia, iogurte, leite, oleaginosas ou pão integral. 
  • No almoço e jantar: peixes oleosos e brancos, ovos, leguminosas e carne branca. E também as alternativas vegetais, como tofu, tempeh e seitan.
Alimentos ricos em vitamina C
Uma das frutas diárias deve ser rica em vitamina C

Vegetais de várias cores

Os vegetais são uma grande fonte de fibras, antioxidantes e outros nutrientes. Isso nos interessa porque eles são o alimento ideal para as nossas bactérias intestinais e nos ajudam a regular o trânsito digestivo. Além disso, é benéfico para a saúde incluir mais alimentos vegetais na dieta.

Vamos consumi-los principalmente no almoço e no jantar. Eles podem ser o prato principal ou um acompanhamento. Os cozimentos mais leves, como cremes ou legumes cozidos, devem ser reservados para o jantar. 

Alimentos ricos em probióticos

Agora, mais do que nunca, devemos cuidar da nossa flora intestinal. Isso tem efeitos benéficos no sistema digestivo e imunológico. Alimentos ricos em bactérias, como iogurtes, kefir, tempeh, kombucha, chucrute e missô podem ser consumidos em pequenas porções diariamente.

Alimentos ricos em triptofano

O triptofano é um componente da proteína – um aminoácido – e um precursor da serotoninaA serotonina é um hormônio que desempenha um papel fundamental no humor e no equilíbrio emocional. Isso pode ser essencial nos dias de hoje, quando podemos estar mais expostos ao nervosismo, estresse e ansiedade. 

Portanto, comer alimentos ricos em triptofano durante o dia nos ajudará a regular bem a sua secreção. Os mais ricos nesse aminoácido são os laticínios, amêndoas, banana, gergelim e sementes de abóbora, abacate e carne.

Cereais integrais

Entre esses alimentos, encontramos a batata, arroz, macarrão, pão, quinoa ou cuscuz. Eles serão uma das principais fontes de energia, principalmente se tivermos que continuar trabalhando em casa, estudando ou planejando uma boa sessão de exercício físico.

Se não tivermos tanto apetite ou reduzirmos bastante a nossa atividade diária, podemos reduzir as porções de carboidratos. O ideal é escolhermos as versões integrais, que possuem mais fibras e nutrientes do que as versões refinadas. 

Ervas e especiarias culinárias

As ervas e especiarias são comumente usadas na culinária pela sua capacidade de adicionar sabor e aroma aos pratos. Se as usarmos para cozinhar, podemos obter pratos mais saborosos. Não devemos esquecer de aumentar o prazer ao nos alimentarmos durante a quarentena.

Já faz alguns anos que conhecemos as propriedades benéficas que esses ingredientes possuem. A maioria deles exerce efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e reguladores do colesterol.

Ervas e especiarias
As ervas e especiarias proporcionam um sabor melhor aos nossos pratos, além de alguns benefícios que protegem a nossa saúde.

Outras diretrizes positivas relacionadas ao que comer durante a quarentena

Além de conhecer os melhores alimentos, existem outras diretrizes que nos ajudarão a melhorar a nossa dieta nos dias de hoje:

  • Monte um cardápio saudável para toda a semana.
  • Alimente-se em um horário mais ou menos regular.
  • Evite comer enquanto trabalha ou realiza outras atividades. Passe algum tempo comendo com consciência e em um ambiente descontraído.
  • Tenha alguns recursos na despensa e no freezer, caso em algum momento não tenha vontade de cozinhar ou se ficar sem comida fresca. 
  • Hidrate-se com água, caldos ou infusões e minimize o consumo de álcool e bebidas açucaradas, energéticas ou estimulantes.

Saber comer durante a quarentena 

Com essas diretrizes diárias sobre o que comer durante a quarentena, podemos comer de forma saudável e evitar improvisações na cozinha e nas compras. Isso nos permitirá cuidar do nosso corpo e do nosso bem-estar emocional. Além disso, podemos evitar os snacks, aos quais podemos acabar recorrendo atualmente devido à ansiedade, ao tédio ou à falta de alimentos saudáveis à mão.

  • Carr A, Maggini S. Vitamin C and Immune Function. Nutrients. Noviembre 2017. 9(11):1211.
  • Jiang TA. Health Benefits of Culinary Herbs and Spices. Journal of AOAC International. Marzo 2019. 1,102(2): 395-411.
  • Kaluzna J et al. How important is tryptophan in human health? Critical Reviews in Food Science and Nutrition. 2019;59(1):72-88.
  • Pencharz, PB. Recent developments in understanding protein needs – How much and what kind should we eat? Applied Physiology, nutrition and metabolism. Mayo 2016;41(5):577-80.
  • Roman P, et al. Probiotics in digestive, emotional, and pain-related disorders. Behavioural Pharmacology. Abril 2019; 29 (2 and 3 Special Issue):103-119.
  • Slavin JL, Lloyd B. Health benefits of fruits and vegetables. Advances in Nutrition. Julio 2012. 1;3(4):506-516.
  • World Health Organization. Guidance: food and nutrition tips during self-quarantine.