Carta à criança ferida que se esconde atrás da aparência de adulto

14 de agosto de 2017
Ainda que você não acredite, essa criança ferida que se esconde dentro de você dará um passo para se tornar um adulto forte e justo, que saberá apreciar o verdadeiro valor das coisas.

Sei que tudo pelo que você está passando é difícil. Você só tem 8 anos e já aprendeu a camuflar suas emoções e tirar forças de onde for.

Você é uma criança ferida, uma criança que tem a alma quebrada. Tudo por causa de uma série de circunstâncias que você foi forçada a experimentar de forma muito precoce.

Talvez seus pais não tenham uma relação saudável e você tenha que presenciar discussões, ver como eles se odeiam e como, em certas ocasiões, fazem você participar de suas discussões.

Leia: 10 características dos pais tóxicos

Talvez, não tenham tempo para você ou, simplesmente, tenham outras prioridades tais como o trabalho ou seu descanso.

Por isso o deixam com seus avós e quando estão com você não lhe dão um tempo de qualidadeesse que você tanto demanda.

Essa criança doída tem uma ferida que arde

Criança encerrada

Apesar de tudo isso, ninguém sabe o quanto tudo o que acontece ao seu redor o afeta.

É que as pessoas mais velhas sempre acreditam que as crianças vivem o momento, que se esquecem rápido das coisas e que estão “em seu mundo”.

Porém, você sabe que tudo isso atinge de forma muito profunda e, ainda que agora as consequências não se manifestem, cedo ou tarde elas o farão.

Você é uma criança ferida, uma ferida que arde e que vai crescendo porque ninguém lhe ajuda a curá-la. Você não sabe como. Não tem as ferramentas para fazê-lo. É um principiante neste jogo da vida.

Às vezes você chora. Sim, mas o faz quando está em sua cama, na escuridão, talvez com algum barulho de fundo que delata novas diferenças que surgiram entre seus pais.

Descubra: Eduque com amor, e não com uma obediência baseada no medo e na rigidez

Você se sente impotente, vazio, sem ninguém que lhe entenda ou apoie. É só uma criança, porém, não vê que os adultos se comportam como tal.

Eles não param de falar para você não fazer isso ou aquilo. Porém, às vezes, você se dá conta de que não cumprem com aquilo que tentam ensinar. Quão incoerentes são os adultos! Não é verdade?

Uma falsa aparência adulta que permite suportar as porradas

Criança sentada

Diante de tanta incoerência e tanta dor que todo mundo prefere ignorar, adquire uma aparência adulta, mostra-se inteiro, não chora em público, não grita, não se manifesta…

Você só observa com tristeza o que acontece ao seu redor, e se resignaNão pode fazer nada, porque ninguém o leva a sério. É muito pequeno, mas ao mesmo tempo puxado a se comportar como um adulto.

Ninguém o percebe. Ninguém o vê. É consciente de que as pessoas se conformam em observar só a aparência, o externo, mas ficam só aí, no superficial.

Porém, sua família deveria conhecer você, saber que está fingindo estar bem, quando não é assim.

Leia: Dar o exemplo é a melhor maneira de educar

Eles deveriam se preocupar com você, deveriam fazer algo! Por que permitem que essa situação que o machuque?

No final, termina compreendendo que as pessoas tendem a olhar só para elas mesmas, procurando seu benefício, retorcendo-se em sua dor, enquanto ignoram aqueles que também são afetados pelo mesmo ao seu redor.

As experiências, boas ou ruins, têm um propósito

Criança triste

Apesar disso, de todos os problemas com os quais você se encontrará no futuro em seus relacionamentos, por ter sido uma criança ferida sob uma falsa aparência de adulto, tudo isso permitirá crescer.

Mudará, aprenderá e se transformará em alguém que vai saber transformar essa dor em algo bom, em algo positivo que o impulsione para frente.

Ganhará resiliência, compreenderá o valor de saber se expressar e identificar suas emoções, saberá como gerenciá-las e, principalmente, aprenderá a perdoar.

Perdoará seus pais, porque não souberam fazer nada melhor, e se perdoará por se sentir culpado em certas ocasiões, sem na realidade sê-lo.

Quando você se der conta, essa ferida que você abriga dentro de você terá se fechado, dando lugar a uma cicatriz para a qual olhará com muito carinho.

Antes de ir não perca: Perdoe seus pais, eles fizeram o melhor que puderam

Porque, ainda que as feridas emocionais da infância sejam as mais dolorosas e difíceis de curar, não serão as únicas com as quais terá que lidar.

Ao longo da sua experiência, terá que sofrer mágoas, mais feridas que, talvez, abram aquela que parecia estar fechada.

Não se preocupe. Essa criança ferida que você foi agora se transformará em um adulto muito forte, resistente e que saberá lhe dar um grande valor aos sorrisos e bons momentos.

Ilustrações oferecidas por Benjamin Lacombe.

 

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com

Recomendados para você