As queixas afetam a saúde do organismo

· 4 de outubro de 2017
Você sabia que uma atitude negativa pode repercutir no seu bem-estar e no das pessoas próximas a você? Além disso, estar rodeado por pessoas que não param de se queixar também pode afetar a sua saúde mental.

A saúde do organismo é um dos pontos fundamentais para manter uma vida leve e grata, sempre e quando soubermos nos cuidar.

No entanto, qualquer prática, simples ou complexa, pode afetá-la de forma significativa.

Partindo da ideia anterior, queixar-se de forma constante é um bom exemplo. Apesar de parecer estranho, dizer frases negativas às pessoas do entorno afeta a nossa própria saúde.

Algumas pessoas costumam se lamentar e, sem saber, fazem das queixas um hábito imperceptível, mas incômodo.

Reclamar é como um método de desabafo que atormenta aos demais.

Um hábito que afeta negativamente a saúde

Existem inúmeros hábitos pouco favoráveis para o organismo. Entre eles se destacam o tabaco, o alcoolismo e o sedentarismo. Estas são práticas conhecidas e classificadas como negativas.

No entanto, enquanto os anteriores são identificados como práticas nocivas para a saúde, também há hábitos perigosos que muitos não veem como tal.

Um deles é o de se queixar.

Parece difícil de acreditar, mas conviver com uma negatividade constante e transmiti-la aos demais não apenas incomoda aqueles que nos rodeiam, mas também a nós mesmos.

O efeito das queixas sobre o cérebro

As queixas afetam a saúde cerebral

O cérebro cumpre com a função de armazenar informação, pensamentos, dados ou afirmações. Ele não distingue o que é bom e o que é ruim, portanto, o que mais se repete é abordado de forma mais simples.

Manter constantes episódios de queixas e negatividade afeta o principal órgão do sistema nervoso central sem que nos demos conta.

De maneira gradativa, ele se acostuma a este tipo de pensamentos, que surgem com mais facilidade no futuro.

Função cerebral

A função cerebral se compõe de inúmeras sinapses (conexão neuronal) encarregadas de transmitir informação. Estas se ativam no momento de ter um pensamento ou ideia, ajudadas por um impulso elétrico.

  • Com o passar do tempo e a obtenção da informação, as sinapses vão se fortalecendo.
  • Quando geramos pensamentos negativos consecutivos, o cérebro vai remodelando sua estrutura.

Assim, acaba fazendo dos mesmos uma ideia comum e de fácil acesso para as próximas reflexões neuronais.

Vendo à primeira vista, as queixas acabam nos destruindo por dentro. Em poucas palavras, deterioram a saúde do organismo.

Efeitos colaterais para a saúde

Mulher sofrendo de estresse no trabalho

O sistema nervoso central não é o único afetado pela atitude negativa. Outras áreas do organismo também alteram sua saúde devido a este mau hábito.

Regiões como o coração e o sistema digestivo sofrem consequências graves, aumentando as chances de ter doenças como diabetes, obesidade ou hipertensão.

  • O sistema imunológico também tende a ser afetado se nos queixamos continuamente.
  • Estes problemas se associam ao cortisol, o hormônio liberado pela glândula suprarrenal em momentos de estresse.
  • Quando este é produzido em excesso, a função do sistema imunológico é interrompida, e então chegam os problemas.

Resultados ao se rodear de pessoas negativas

Muitas pessoas estão sempre mergulhadas em uma crítica constante, a qual vai desde a sociedade até atividades simples, como as peças de roupa. Criticar não é ruim, sempre que tiver o objetivo de ajudar alguém a crescer.

A negatividade e a crítica caminham de mãos dadas, fazendo parte de um hábito que não oferece nada bom. As queixas não são as únicas encarregadas de deteriorar a saúde; rodear-se de indivíduos apáticos é outro problema.

As queixas e a tristeza são ruins para o cérebro das outras pessoas. Ele tenta entender o porquê desta atitude e se esforça para “se colocar no lugar”.

Até quando não mostramos interesse pela situação, o órgão principal do sistema nervoso, por pura empatia, busca saber a razão da tristeza e das queixas.

No entanto, isso não acontece apenas em casos negativos: a alegria também pode ser transmitida e proporcionar boas sensações.

Existem sentimentos e emoções

Ser otimista faz bem à saúde

As pessoas são seres sentimentais e emocionais, por isso é impossível evitar episódios de tristeza, melancolia e ansiedade. No entanto, o ideal é manter um equilíbrio em relação a estes.

Cada etapa deve ser vivida gradativamente, com calma e maturidade. Se for um episódio de tristeza, precisamos vivê-lo e superá-lo.

Além disso, desabafar sem abusar dos ouvidos dos outros é uma grande alternativa.