Estresse e ansiedade: controle-os sem medicamentos

· 14 de março de 2018
Para evitar que o estresse faça um estrago na saúde, leve em conta suas companhias, porque algumas relações tóxicas podem aumentar a sensação de ansiedade e desconforto.

O estresse e a ansiedade são estados de super-estimulação mental que leva ao esgotamento intelectual. 

O ritmo acelerado de vida, o alto nível de exigência de trabalho, e uma necessidade irresistível de estimulação e atividade transformaram o estresse e a ansiedade nos males do século XXI.

Por isso, neste artigo, propomos 6 soluções para dar uma pausa e reduzir os níveis de estresse e ansiedade.

1. Viver o dia a dia

Homem controlando o estresse com postura de ioga

A depressão é um excesso de passado, estresse, excesso de presente e ansiedade, e um excesso do futuro.

Dessa maneira, para reduzir o nível de estresse e ansiedade é essencial fazer uma revisão total dos hábitos diários.

É necessário descobrir quais situações nos tiram a tranquilidade. Devemos identificar claramente os fatores de desordem que estão em nós; dessa maneira, a partir daí, começar a estabelecer uma ordem de prioridades.

Viva o dia a dia sem projetar demais seus objetivos futuros. Confie em si mesmo e deixe parte de sua jornada para a improvisação. Como se fosse um músico, viva e desfrute da magia de viver, sem planejar cada passo tomado.

É necessário ter uma agenda e acompanhar muitas obrigações e compromissos. No entanto, planejar tudo demais só acrescenta um fardo e uma sensação de dever excessivo.

Visite este artigo: 7 modos de começar bem o dia para combater o estresse e ansiedade

2. Aprenda a desconectar

Uma característica do estresse e da ansiedade é que temos o mau hábito de levar problemas de trabalho para casa. Devemos aprender a nos desconectar e parar de pensar no trabalho quando termina o dia.

  • Dessa forma, é possível desfrutar mais da família e trazer um clima de prazer e uma atitude muito mais agradável para casa.

A preocupação e a angústia óbvias apenas geram desconforto entre as pessoas com quem vivemos. Além disso, as crianças imitam nosso comportamento e sofrem nossa tensão constante.

Devemos minimizar as coisas que nos causam ansiedade. O mundo continuará a rodar, com ou sem nós.

3. Exercício físico contra o estresse e a ansiedade

Mulher controlando o estresse com exercícios

Um excelente remédio contra o estresse é, sem dúvida, o exercício físico. Uma boa sessão de esporte serve para, por exemplo:

  • Limpar a mente
  • Regular a pressão sanguínea
  • Proporciona calma e bem-estar.
  • Equilibra o excesso de energia.
  • Ajuda a desconectar por algumas horas.
  • Libera endorfinas que trazem alegria.

A duração do exercício pode variar entre 10 e 30 minutos, com uma intensidade entre 30% e 60% do desempenho de cada pessoa.

Recomendamos esportes com certo ritmo, como natação, corrida, ciclismo, atletismo, etc.

4. Visite um profissional

O estresse, bem gerido, é ritmo. Em sua justa medida, serve para nos manter atentos aos nossos instintos de caça e sobrevivência. Além disso, fornece energia extra e acelera a respiração, para trazer mais oxigênio para o cérebro.

No entanto, se sentirmos uma saturação mental, se não conseguirmos controlar a agressão, a tristeza e os altos níveis de ansiedade, é aconselhável visitar um psicólogo.

Um bom profissional apontará diretrizes personalizadas para avaliar e desenvolver comportamentos apropriados em situações de estresse e ansiedade.

Não hesite em pedir ajuda e deixe-se ajudar: não tem nada a perder, e a sua saúde também se beneficiará.

Você quer saber mais? Leia: 9 alimentos que você pode consumir quando estiver sob a pressão do estresse

5. Valorize e selecione suas companhias

Pessoas controlando o estresse e ansiedade

Se o trem de vida exige altos rendimentos que causam estresse e ansiedade, sugerimos, então, que tenha amizades que não aumentem esses níveis.

Desfrutar de uma boa companhia em uma atividade de lazer, como caminhadas nas montanhas, praia ou qualquer local na natureza, acalmará esse fardo e tensão.

Todos conhecemos o termo “pessoa tóxica”. Dessa forma, recomendamos que selecione quem contribui com valores positivos, para que não acabe te afundando mais.

6. Descanse bem

Reabastecer a energia vital com a qual vivemos hoje em dia é crucial. Por isso, descanse, tanto quanto possível; as horas que seu corpo precisar. O sono é reparador e confere maior lucidez e desempenho.

É importante que as horas de descanso sejam de qualidade. Portanto, tente desconectar o telefone, esteja em uma sala onde não haja luz e evite o ruído.

Um truque simples e muito comum e eficaz é usar tampões para ouvidos.

  • Candeira, M. C. (2002). Os efeitos psicossomáticos do estresse.
  • da Rocha, M. C. P., & De Martino, M. M. F. (2010). O estresse e qualidade de sono do enfermeiro nos diferentes turnos hospitalares. Revista da Escola de Enfermagem da USP44(2), 280-286.
  • MARTINS, C. D. O., & JESUS, J. F. D. (1999). Estresse, exercício físico, ergonomia e computador. Revista Brasileira de Ciências do Esporte21(1), 807-13.