5 erros que cometemos no banho diariamente

9 de novembro de 2017
Costumamos relacionar a presença de espuma no banho com mais limpeza, mas a verdade é que ela é totalmente desnecessária e, além disso, pode ressecar a pele em excesso

Todos tomamos banho pelo menos uma vez ao dia. No entanto, a prática não faz com que deixemos de repetir uma série de erros que cometemos constantemente no banho.

Veja quais são esses erros e procure evitá-los na medida do possível.

1. Escolha a temperatura ideal para tomar banho

A temperatura ideal para se tomar um banho não deve ser superior a 35ºC, já que este é o valor mais adequado. Frequentemente optamos por tomar banhos excessivamente quentes, mas isso não é o mais recomendável.

Devemos levar em consideração que estar em uma temperatura muito elevada pode desidratar a pele, provocando ressecamento e descamação.

Além disso, a água que está muito quente pode eliminar a oleosidade da pele em excesso. Isso fará com que a derme fique indefesa frente às bactérias e substâncias nocivas.

A água muito quente provoca um fluxo sanguíneo excessivo, que acaba levando a um avermelhamento prolongado, inflamações e espinhas.

2. Não tome banhos muito demorados

Chuveiro para tomar banho

Também não é bom tomar banhos que sejam muito demorados. Como ocorre com os banhos de água muito quente, banhos longos também ressecam a pele.

Se você tomar um banho muito longo, pode provocar o aparecimento de espinhas, irritação, etc. Tente tomar um banho que não dure mais do que 10 minutos.

3. Os produtos espumosos não são tão bons como você pensa

Os sabonetes que são muito espumosos são assim porque contêm surfactantes. Esse tensoativo é responsável por juntar as moléculas de gordura às de água.

Se você observar que seu sabonete gera muita espuma é porque ele tem esse tipo de substância em excesso.

  • Considere que, quanto mais espuma um gel ou sabonete produz, mais camada de proteção da pele você vai eliminar, o que leva a uma pele seca e áspera.
  • Também não é recomendável usar sabonetes antibacterianos a não ser que tenha sido indicado pelo seu médico.
  • Tente comprar sempre sabonetes que tenham em sua embalagem um PH de 5.5 que é o nível alcalino mais adequado para o cuidado com o corpo.

Se você tomar mais de um banho por dia, lembre-se de que você pode tomar o segundo banho apenas com água para tentar não ressecar tanto a pele e acabar causando danos.

4. Uso de esponjas velhas

Peeling enquanto toma banho

As esponjas velhas podem ser mais suaves, mas não são as mais recomendáveis para o banho. Ainda que não pareça, usar a mesma esponja durante muito tempo pode resultar em um grande risco para a saúde.

Você deve considerar que as esponjas úmidas se transformam em um lugar perfeito para o desenvolvimento de bactérias e fungos.

Não se recomenda o uso da mesma esponja por mais de 4 semanas seguidas.

O mais recomendável é usar uma luva de tecido ou um pequeno lenço no lugar de uma esponja de banho.

5. Secar-se sem exageros

Embora, obviamente, seja bom secar-se após o banho, fazer isso em excesso também não é o adequado. Leve em consideração que secar a pele corretamente é tão importante quanto lavá-la bem.

Para isso o mais recomendável é que não se use toalhas ásperas e que você deixe o corpo ligeiramente úmido. Após o banho, não se esqueça de passar um creme ou loção corporal para manter a pele saudável e hidratada a todo momento.

Você também deve levar em conta que há zonas que secarão rapidamente. São elas:

  • As axilas
  • Os pés, especialmente os dedos
  • A virilha

Não friccione a pele com força para tirar a umidade; bastará apenas suaves batidinhas com a toalha.

Algumas recomendações

E, se for importante conhecer os erros que cometemos ao tomar um banho, não é menos importante conhecer hábitos que são necessários para que o banho seja o melhor possível.

Nesse sentido, recomendamos os seguintes passos:

Cuide das suas orelhas

Cuidar das orelhas enquanto toma banho

Tanto pessoas adultas como as crianças não devem descuidar da limpeza das orelhas e do ouvido externo.

  • Faça uma limpeza correta com água e sabão, evitando que entre água no interior da orelha.

No caso dos bebês, a limpeza deve estar limitada à zona externa. Para isso, será preciso um pouco de água com sabão, ou passar suavemente um pano umedecido pela parte externa da orelha.

Recomendados para você