10 sintomas de câncer que muitas pessoas desconhecem

· 8 de maio de 2016
A prevenção e a detecção precoce são fundamentais na luta contra o câncer. Por isso, diante de qualquer sintoma que nos pareça anormal, devemos consultar um especialista para que avalie a situação.

Você sabia que o câncer tem sintomas iniciais que muitos de nós ignoramos? Neste artigo contaremos quais são os 10 principais sintomas de câncer que muitas pessoas desconhecem.

Uma das principais maneiras de lutar contra o câncer é detectá-lo a tempo.

Às vezes, por estarmos muito ocupados, nos esquecemos das consultas médicas anuais e deixamos passar várias semanas antes de ir a uma consulta quando sentimos alguma dor.

Por que é necessário detectar o câncer precocemente?

sintomas de câncer que

Cada vez mais pessoas sofrem com esta doença terrível que em muitos casos causa a morte. Os diagnósticos de câncer são comuns nos hospitais e clínicas atualmente.

A detecção tardia dos sintomas é uma das razões pelas quais os tratamentos não dão bons resultados.

Quando mais demoramos para deter o avanço das células cancerígenas, maior será a expansão da doença por diferentes partes do corpo.

A prevenção e o diagnóstico a tempo são duas das ferramentas mais úteis para enfrentar o câncer.

Novos medicamentos e tratamentos permitem que os pacientes continuem com suas vidas e eliminem a doença com menos possibilidade de reincidência.

Quais são os sintomas precoces do câncer?

sintomas de câncer que

Muitas pessoas não querem falar sobre o câncer porque sentem medo (assim como também não o fazem quando o tema é a morte ou acidentes).

No entanto, estar bem informado sobre o tema é uma das melhores armas contra a doença.

Por isso, vale a pena prestar atenção a certos sinais que o corpo nos dá e que poderiam indicar o desenvolvimento do câncer.

1. Tosse frequente

Além de aparecer devido a alergias ou mudanças de temperatura, a tosse pode ser causada por diversos fatores.

Se você sofrer com catarro constantemente, embora não fume, é preciso consultar um médico. Pode ser que um câncer no pulmão, na garganta ou na laringe esteja se formando.

Também é preciso prestar atenção à dor no peito e aos sintomas similares aos da bronquite severa. Nesses casos, os incômodos se estendem até a região do ombro ou debaixo dos braços.

2. Sangramento entre períodos menstruais

Durante o ciclo menstrual, a mulher pode experimentar um pouco de sangramento mesmo quando não está menstruada.

No entanto, quando isso ocorre com muita frequência ou várias vezes no mesmo mês, pode se tratar de um problema hormonal, estresse, inflamação do colo do útero ou câncer de endométrio.

Leia também: Câncer de endométrio: 5 aspectos que precisam ser considerados

3. Febre frequente

A leucemia é um tipo de câncer que se desenvolve na medula óssea e ataca as células do sangue.

São produzidos glóbulos brancos doentes ou anormais e isso afeta a capacidade do organismo de prevenir ou combater as infecções.

4. Perda de peso

Embora emagrecer e estar “em forma” seja um sonho para muitas mulheres, se isso acontece sem nenhum motivo aparente e sem fazer nenhum tipo de dieta, pode ser um indicativo de uma doença.

A perda repentina de peso pode estar associada a alguns tipos de câncer.

5. Distensão abdominal

Cerca de 10% da população sofre de inchaço abdominal regularmente, principalmente no caso das mulheres.

Esta doença comum está relacionada à síndrome pré-menstrual, à indigestão ou ao acúmulo de gases.

No entanto, se o inchaço se mantiver por mais de duas semanas (não se tratando de uma gestação, obviamente) e vier acompanhado de perda de peso ou sangramento, é importante consultar um médico para ter certeza de que não se trata de um câncer no ovário.

Leia também: 5 aspectos que afetam a saúde dos seus ovários

6. Hematomas que não somem

sintomas de câncer que

Quando batemos alguma parte do corpo ou caímos, é normal que apareçam hematomas e roxos na pele.

Entretanto, pode existir um problema quando eles aparecerem sem nenhum motivo óbvio ou apresentarem um processo muito lento de cura (quando vão mudando de cor até desaparecer).

Isso pode ser um sinal de que as plaquetas e os glóbulos vermelhos não estão saudáveis. Ou, inclusive, de uma leucemia que não permite que o sangue transporte oxigênio nem coagule como deveria.

7. Dor articular

É verdade que as articulações podem se inflamar e doer devido a um movimento brusco, um excesso de esforço ou uma má postura.

Mas também pode ser um sinal de algo mais grave, como por exemplo o câncer nos ossos.

Se a dor articular não sumir após fazer tratamentos, aplicar cremes, fazer massagens ou ingerir comprimidos, talvez seja o momento de fazer exames específicos com um médico especialista em ossos.

8. Mudanças no aparelho genital masculino

Se for notada uma protuberância, uma inflamação ou uma dor (entre outras alterações) nos testículos, é preciso ir ao médico para determinar a razão.

O câncer testicular é um dos que avança mais rapidamente.

De acordo com os médicos, homens entre 15 e 55 anos podem fazer um autoexame em casa para ir monitorando as mudanças.

Além disso, não podemos subestimar os problemas para urinar: necessidade de ir ao banheiro muitas vezes, dificuldade para começar a urinar ou pouca quantidade de urina.

Estes podem ser sintomas de câncer de próstata, uma doença que aparece principalmente em homens com mais de 50 anos.

9. Dor nos olhos

sintomas de câncer que

Às vezes, passamos muitas horas em frente ao computador ou às telas de maneira geral. Nestes casos, é normal ficar com os olhos vermelhos, inchados ou cansados à noite.

Também é comum que eles lacrimejem ou que ardam. No entanto, quando durante um período de mais de três dias (por exemplo, durante as férias) os sintomas se mantiverem, talvez seja o momento de consultar um médico.

10. Mudanças nos seios

Assim como acontece com os homens, as mulheres também podem fazer um exame das mamas quando tomam banho ou em frente ao espelho.

Alterações como o surgimento de protuberâncias (que podem se estender até as axilas) a presença de secreção saindo dos mamilos, as mudanças na pele ou as dores fora do período menstrual precisam ser analisadas.